Procon fiscaliza agências bancárias na Ceasa

O objetivo é fazer com que os estabelecimentos respeitem as recomendações

Procon-PE retornou aos locais e verificou que agências já haviam colocado as marcações para respeitar o distanciamento necessárioProcon-PE retornou aos locais e verificou que agências já haviam colocado as marcações para respeitar o distanciamento necessário - Foto: Divulgação

No início desta semana, duas agências do Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa) tinham sido notificadas por descumprir o distanciamento mínimo entre as pessoas. Ontem o Procon-PE retornou aos locais e verificou que agências já haviam colocado as marcações para respeitar o distanciamento necessário. O objetivo é fazer com que os estabelecimentos respeitem as recomendações.

Supermercados também vêm passando por verificações periódicas para que cumpram diversas recomendações feitas pelo Ministério Público de Pernambuco. “Os supermercados, atacadistas, padarias, e outros estabelecimentos de produtos alimentícios que se abstenham de praticar a majoração de preços sem justa causa, será responsabilizado civil e penal, nos termos da lei”, explica o Procon-PE, ainda dizendo que somente neste mês de abril foram realizadas 166 denúncias pelos canais oficiais.

Segundo o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, o Procon-PE já recebeu 7.880 solicitações de informação pela população pedindo a esclarecimentos, “A grande preocupação neste momento é com relação a movimentação de pessoas nas periferias. Temos a missão de fazer cumprir os decretos municipais e estadual. Sem o isolamento social, a gente não consegue achatar a curva de contaminação”, detalha. O secretário ainda revela que desde o início do isolamento social até o momento, o órgão já recebeu mais de 1.200 denúncias pelos canais de atendimento.

Leia também:
Procon-PE multa agências da Caixa por aglomerações
Procon Recife inicia vistorias em supermercados, bancos e casas lotéricas


Na próxima semana, o Procon deve retornar aos estabelecimentos fiscalizados. O prazo para adequação é de 48 horas. Caso seja constatado o descumprimento eles serão multados. Até o momento, desde que a quarentena teve início em Pernambuco vários locais foram monitorados: 17 bancos foram fiscalizados e dois multados; 34 supermercados fiscalizados e 11 notificados; 4 farmácias fiscalizadas. Além disso, denúncias estão sendo feitas pelos consumidores, as principais foram o álcool em gel, com 276 denúncias; Supermercados – 226 e Passagens aéreas – 147.

Além do órgão estadual, o Procon Recife também atua fazendo orientações nos locais. “Os estabelecimentos dizem que as medidas para evitar aglomeração
é uma prevenção para os funcionários e para os clientes”, explica a presidente do Procon Recife, Ana Paula Jardim.

Serviço
Os canais do Procon-PE para denúncias, reclamações e dúvidas, call center (0800-282-1512), o e-mail: ([email protected]), exclusivo para denúncias, e um número de Whatsapp: 3181-7000, onde o consumidor recebe orientações para registrar suas queixas. No site do Procon também há um link para que o consumidor faça abertura de reclamações. Já o Procon Recife, recebe denúncias pelo e-mail: ([email protected]) ou por meio das redes sociais.

Veja também

Guedes defende fala sobre excesso de comida e lamenta 'ironia' da imprensa
Economia

Guedes defende fala sobre excesso de comida e lamenta 'ironia' da imprensa

Senai oferece cursos gratuitos de capacitação profissional
Oportunidade

Senai oferece cursos gratuitos de capacitação profissional