Economia

Procon-PE regulamenta cobrança de pizza com mais de um sabor

Muitas pizzarias e restaurantes cobram o valor mais alto, mas órgão contesta prática

Cristiano Zanin MartinsCristiano Zanin Martins - Foto: Filipe Araújo/divulgação PT

Pizzarias e restaurantes pernambucanos têm até o dia 15 de janeiro para se adequar à nota técnica que o Procon-PE elaborou em relação à cobrança da pizza pela mais cara quando o consumidor escolhe uma pizza de mais de um sabor. Para o órgão, a prática é abusiva e configura vantagem excessiva sobre o consumidor.

Segundo o Procon, alguns restaurantes, ao venderem a massa de dois sabores, cobram pelo sabor mais caro. O entendimento é que o razoável a ser feito é a soma dos valores de cada pizza, seguido da divisão por dois.

Os estabelecimentos que não cumprirem a exigência do Procon estão sujeitos à autuação. O documento foi enviado ao Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Pernambuco e à Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-PE), exigindo a adequação dos estabelecimentos para prática do preço médio e cobrança devida.

Após o término do prazo de adequação, o órgão realizará fiscalizações nos estabelecimentos e os consumidores que se sentirem lesados também poderão denunciar pelo telefone 0800 282 1512.

Veja também

Hidrelétrica de Santo Antônio precisa de aporte e pode se tornar controlada da Eletrobras
Energia

Hidrelétrica de Santo Antônio precisa de aporte e pode se tornar controlada da Eletrobras

Bolsonaro lamenta perda do poder de compra dos servidores e promete recuperação 'especial' para PRF
poder de compra

Bolsonaro lamenta perda do poder de compra dos servidores e promete recuperação 'especial' para PRF