Procon-PE regulamenta cobrança de pizza com mais de um sabor

Muitas pizzarias e restaurantes cobram o valor mais alto, mas órgão contesta prática

Cristiano Zanin MartinsCristiano Zanin Martins - Foto: Filipe Araújo/divulgação PT

Pizzarias e restaurantes pernambucanos têm até o dia 15 de janeiro para se adequar à nota técnica que o Procon-PE elaborou em relação à cobrança da pizza pela mais cara quando o consumidor escolhe uma pizza de mais de um sabor. Para o órgão, a prática é abusiva e configura vantagem excessiva sobre o consumidor.

Segundo o Procon, alguns restaurantes, ao venderem a massa de dois sabores, cobram pelo sabor mais caro. O entendimento é que o razoável a ser feito é a soma dos valores de cada pizza, seguido da divisão por dois.

Os estabelecimentos que não cumprirem a exigência do Procon estão sujeitos à autuação. O documento foi enviado ao Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Pernambuco e à Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-PE), exigindo a adequação dos estabelecimentos para prática do preço médio e cobrança devida.

Após o término do prazo de adequação, o órgão realizará fiscalizações nos estabelecimentos e os consumidores que se sentirem lesados também poderão denunciar pelo telefone 0800 282 1512.

Veja também

Carrefour encerra negociações de fusão com canadense, diz agência
Negócios

Carrefour encerra negociações de fusão com canadense, diz agência

Dólar sobe para R$ 5,30, mas acumula queda na semana
Cotação

Dólar sobe para R$ 5,30, mas acumula queda na semana