Procon Recife inicia vistorias em supermercados, bancos e casas lotéricas

As ações educativas consistem na entrega de uma notificação aos estabelecimentos para que eles se adequem as novas medidas informadas por decreto assinado nessa segunda-feira (13) pelo prefeito Geraldo Julio

Fiscalização PROCON RecifeFiscalização PROCON Recife - Foto: Divulgação

O Procon Recife, junto com a Diretoria de Controle Urbano do Recife (Dircon), fazem durante esta semana ações educativas em supermercados, lotéricas e bancos para auxiliar no combate ao Coronavírus e garantir o cumprimento das novas medidas de segurança. As ações vão ocorrer no período da manhã e da tarde, a partir desta terça-feira (14).

As ações educativas consistem na entrega de uma notificação aos estabelecimentos para que eles se adequem as novas medidas informadas por decreto assinado nessa segunda-feira (13) pelo prefeito Geraldo Julio. Caso as adequações não ocorram em um prazo de 24 horas, uma multa poderá ser aplicada; permanecendo o descumprimento, poderá haver interdição e suspensão do alvará de funcionamento.

Leia também:
Supermercados devem limitar em 50% número de clientes, diz Geraldo Julio
Procon notifica iFood por 'golpe coronavírus' aplicado por entregadores

O novo decreto estabelece as seguintes medidas a serem implementadas: as grandes lojas devem limitar a 50% da sua capacidade na entrada de pessoas; apenas um terço do estacionamento poderá ser usado; será permitido apenas uma pessoa por veículo e o acesso à loja feito por apenas uma pessoa da família. Além disso, as lojas devem disponibilizar álcool em gel na entrada e nos caixas. No caso dos bancos e casas lotéricas, as instituições devem controlar a fila dentro e fora dos estabelecimentos, garantindo o distanciamento social seguro dos clientes.

De acordo a diretora do Procon Recife, Ana Paula Jardim, na manhã desta terça-feira (14) um grupo de agentes foi para estabelecimentos na Rosa e Silva e Casa Amarela, e outro para o bairro de Boa Viagem, zona sul do Recife. A ação tem aproximadamente 14 agentes. “O consumidor ajuda muito a gente, ele é o maior fiscal. Faz a denúncia e em cima disso nos vamos nos estabelecimentos averiguar”, pontua.

Veja também

Correios: relator propõe exclusividade de 5 anos para serviços postais e estabilidade de 18 meses
PRIVATIZAÇÃO

Correios: relator propõe exclusividade de 5 anos para serviços postais e estabilidade de 18 meses

Copom acelera ritmo de aperto com alta de 1 ponto na Selic, maior alta em 18 anos
taxa de juros

Copom acelera ritmo de aperto com alta de 1 ponto na Selic, maior alta em 18 anos