Queda do PIB pode ser maior que 5% em 2020, afirma secretário do Tesouro

A projeção oficial do Ministério da Economia, divulgada na semana passada, é de uma queda de 4,7%

Mansueto Almeida, secretário do Tesouro NacionalMansueto Almeida, secretário do Tesouro Nacional - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou nesta terça-feira (19) que a economia brasileira pode registrar uma retração superior a 5% neste ano. A projeção oficial do Ministério da Economia, divulgada na semana passada, é de uma queda de 4,7%.

A queda do PIB (Produto Interno Bruto) estimada pelo secretário está em linha com a do mercado. Os analistas projetam uma queda de 5,12% do PIB em 2020, conforme previsões compiladas pelo boletim Focus (do Banco Central) e divulgadas na segunda (18).

Leia também:
PIB caiu 1,2% no primeiro trimestre do ano
Governo vai revisar projeção do PIB de 2020 para queda de 4% a 5%


A retração da economia vai contribuir para um nível maior do índice de endividamento brasileiro, mas o secretário diz que mais importante que os números de 2020 ou 2021 é a trajetória da dívida pública para os anos seguintes.

Por isso, Mansueto defende o compromisso com o ajuste fiscal após a crise e a retomada da agenda de reformas.

Mesmo assim, ele acredita que a reforma tributária não será aprovada neste ano. Há um consenso em torno da necessidade de mudanças, acredita, mas não quando a discussão se volta aos detalhes dessas alterações.

Veja também

Vendas do Tesouro Direto têm segundo melhor nível para meses de junho
Economia

Vendas do Tesouro Direto têm segundo melhor nível para meses de junho

Chevrolet Tracker não será produzido por mais 30 dias
FMotors

Chevrolet Tracker não será produzido por mais 30 dias