NEGÓCIOS

Quem será o sucessor de Abílio Diniz na empresa de investimentos da família

Península tem R$ 12 bilhões sob gestão, com participações em ativos como o Carrefour. Eduardo Rossi, que era vice-presidente do conselho da companhia, assumirá a presidência do colegiado

Abílio DinizAbílio Diniz - Foto: reprodução/Instagram

Após a morte de Abílio Diniz no último domingo, ficou definido que quem vai assumir a função do empresário na Península, empresa de investimentos da família, não será qualquer de seus filhos. A posição de presidente do Conselho de Administração, agora, será ocupada por Eduardo Rossi, que era vice-presidente do colegiado.

Rossi está há 14 anos na companhia e possui mais de 20 anos de experiência em gestão de empresas familiares, asset management, fusões e aquisições, além de ter sido vice-presidente do JP Morgan, em Nova York.

Também é presidente do Conselho do Instituto Península, braço social da empresa, e membro do Conselho de Administração do Carrefour Brasil, em que a família tem participação.

A Península tem participações no Carrefour no Brasil e na França, na Wine, na Oncoclínicas e na Padaria Benjamin. Também atua como familly office, gerindo fortunas. São R$ 12 bilhões sob gestão, incluindo recursos da família Diniz e de terceiros.

O cargo de CEO da Península permanecerá com Flavia Almeida, que está na empresa há 11 anos e ocupa uma cadeira no conselho. Ela ainda é conselheira do grupo Carrefour França, do Carrefour Brasil, da Wine e do Instituto Península.

Ex-sócia da McKinsey & Company, Flavia foi uma das fundadoras do Bloomberg Women's Buy-Side Network, comunidade que busca promover a participação de mulheres na indústria de gestão de ativos.

Também tem no currículo o mérito de ter sido a única pessoa brasileira a participar do Conselho da Universidade de Harvard (Board of Overseers), nos Estados Unidos, entre 2011 e 2017. No ano passado, foi eleita pela Bloomberg Línea uma das 50 Mulheres de Impacto da América Latina.

A Península tem 180 funcionários.

Com 180 funcionários, a Península tem R$ 12 bilhões sob gestão da família Diniz e de terceiros. O principal negócio é o Carrefour, do qual possui 8,4%.

A empresa atua nas áreas de Asset Management (O3 Capital), Public & Private Equity (Ativos Estratégicos e Altitude Ventures), Real Estate e Wealth Management (Península Patrimonial), além de investir em sua iniciativa social, o Instituto Península.

Veja também

Lojas do Recife Outlet abrem seleção para diferentes cargos; saiba como se candidatar
OPORTUNIDADE

Lojas do Recife Outlet abrem seleção para diferentes cargos; saiba como se candidatar

STF marca para junho retorno de julgamento sobre correção do FGTS
economia

STF marca para junho retorno de julgamento sobre correção do FGTS

Newsletter