R$ 1,4 bilhão para concluir Transnordestina

O grande impasse tem a ver com o valor da obra, ainda uma incógnita para o TCU

Governo vai aportar mais de R$ 1,4 bi para concluir o projeto, que tem dez anos de atrasoGoverno vai aportar mais de R$ 1,4 bi para concluir o projeto, que tem dez anos de atraso - Foto: Hesíodo góes/arquivo folha

 

O governo concordou em aportar mais de R$ 1,4 bilhão para concluir a Ferrovia Transnordestina. Em atraso há dez anos, os recursos serão usados nos próximos três anos, conforme noticiou o jornal Estado de São Paulo. A CSN, sócia privada da ferrovia, promete colocar mais R$ 1,8 bi até 2021, quando a ferrovia deveria ser entregue.

Ainda de acordo com a publicação, a proposta financeira foi apresentada pela Transnordestina Logística S/A, o braço da CSN. Como a obra é alvo de uma decisão do Tribunal de Contas da União (TCU), que mandou paralisar os repasses do governo na semana passada, o governo concordou com os novos aportes, mas com uma condição: eles só serão feitos se a empresa cumprir as condições impostas em janeiro de 2016 pelo TCU.
O grande impasse tem a ver com o valor da obra, ainda uma incógnita para o TCU. Por isso, exige que seja realizado um novo estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental. Só a partir disso é que saberemos, afinal, quanto a TLSA aportará no projeto.

 Até agora, a obra já consumiu pelo menos R$ 6,3 bilhões, sendo aproximadamente 80% de recursos públicos. O governador Paulo Câmara tem reunião se reúne hoje com ministros e governadores do Ceará e do Piauí, para discutir sobre a Transnordestina. O encontro será em Brasília.

 

Veja também

Maior evento liberal do país discutirá poder e censura nas mídias sociais
Fórum da Liberdade

Maior evento liberal do país discutirá poder e censura nas mídias sociais

Folha esclarece dúvidas sobre a Previdência
FOLHA PREVIDÊNCIA

Folha esclarece dúvidas sobre a Previdência