A-A+

Investimento

Jaboatão terá maior projeto de reciclagem de resíduos sólidos da América Latina

Serão gerados 150 empregos quando a Unidade de Triagem Mecânica (UTM) estiver pronta, em março de 2022

Assinatura da parceria feita entre a prefeitura de Jaboatão e a OrizonAssinatura da parceria feita entre a prefeitura de Jaboatão e a Orizon - Foto: Chico Bezerra/PMJG

O município do Jaboatão dos Guararapes e a empresa Orizon Valorização de Resíduos firmaram uma parceria para instalação do maior projeto de reciclagem de resíduos sólidos da América Latina. Será instalado na cidade uma Unidade de Triagem Mecânica (UTM), que recebeu um investimento de R$ 70 milhões e deve gerar 150 empregos no município. A meta, é que a unidade venha a atingir a marca de 500 mil toneladas de resíduos reciclados por ano. As contratações para trabalho na unidade, deverão acontecer somente quando o equipamento estiver pronto.

A expectativa é de que a UTM entre em operação em março do próximo ano, ampliando assim a capacidade de reciclagem que atualmente há no Jaboatão, saindo de 3% para 15%, ficando acima da média nacional, que é de 3%.

O anúncio do projeto foi feito na última quinta-feira pelo prefeito Anderson Ferreira e o CEO da Orizon, Milton Pilão Júnior, no Complexo Administrativo da Prefeitura.

Segundo o prefeito Anderson Ferreira, a parceria foi feita por conta de premiações que a cidade recebeu pela Organização das Nações Unidas (ONU) e destaca que o investimento é positivo em um momento de retomada da economia.

“Hoje temos um trabalho reconhecido e premiado pela ONU, que será potencializado com esta nova unidade da Orizon. É um investimento importante que o município está recebendo, num momento de retomada da economia, mas é fundamental para a preservação ambiental porque vamos aumentar de 3% para 15% a quantidade de resíduos reciclados”, disse.

Para o CEO da Orizon, Milton Pilão Júnior, o trabalho que será feito na Unidade vai atrelar o uso da tecnologia com o capital humano do município. “Jaboatão já tem o DNA de reciclagem de resíduos. Isso nos incentivou a investir na cidade. E apesar da tecnologia permitir a utilização de leitores óticos no processo de final de triagem, não abrimos mão da qualidade humana na separação de materiais, gerando mais de 150 novos postos de trabalho”, disse o CEO da Orizon.

Parceria
No anúncio da parceria com a Orion, também foi firmada uma parceria entre a Prefeitura e a Rede Nova Esperança de Cooperativas de Reciclagem do Jaboatão dos Guararapes, que reúne as cooperativas de catadores, com o objetivo de ampliar a atuação destes trabalhadores.

“Há também o lado social por trás desse projeto, com a participação dos catadores do nosso programa de coleta seletiva. Com isso, ganham as pessoas, a economia e o meio ambiente”, finalizou o prefeito Anderson Ferreira.

Veja também

Com faturamento de R$ 41 bi, mercado pet já vende mais que linha branca
Economia

Com faturamento de R$ 41 bi, mercado pet já vende mais que linha branca

Agenda social ainda é pilar frágil no agro mesmo com avanços
Agronegócio

Agenda social ainda é pilar frágil no agro mesmo com avanços