Economia

Recife é a única capital a apresentar queda na cesta básica em outubro

A pesquisa foi realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos

Entrega de cesta básicaEntrega de cesta básica - Foto: Lara Valença/Divulgação

O Recife fechou o mês de outubro com deflação de -0,85% no valor da cesta básica. A capital foi a única do Brasil a apresentar queda no custo para aquisição dos itens que compõem a Cesta. A pesquisa foi realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). 

Segundo o departamento, o tomate e a banana foram os alimentos responsáveis por puxar o resultado da cesta para baixo. O tomate variou negativamente 5,05%, enquanto a banana teve queda de 3,44%.

Segundo a supervisora técnica do Dieese-PE, Jackeline Natal, o tomate se manteve em queda na primeira quinzena de outubro. “Observamos essa queda por haver uma maior oferta do produto na primeira quinzena de outubro. Porém, a tendência é que agora os preços voltem a subir”, detalha. Em setembro, a média do kg do tomate era de R$ 4,16. Em outubro, o valor caiu para R$ 3,95.
 

Já com relação a banana, o preço reduzido tem haver com a safra que começa mais forte em setembro e permanece até o mês de dezembro. Com o clima mais quente que favorece o plantio, a oferta segue em patamar mais elevado.  

Dos doze produtos que compõem a cesta básica, oito apresentaram queda em outubro. Apenas açúcar (1,29%), óleo de soja (0,93%) e arroz (0,17%), apresentaram alta. O pão francês se manteve em estabilidade. 

O Recife tem o segundo menor custo (R$ 485,26) da cesta básica entre as 17 capitais da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada pelo Dieese. A capital pernambucana ficou atrás apenas de Aracaju - R$ 464,17. 

Por outro lado, a variação em 12 meses, acumula alta de 3,44%, a segunda menor entre as capitais. Entre janeiro e outubro, Recife soma 3,38% de alta na cesta, que representa um acréscimo de R$ 15,87.

Confira a variação dos 12 itens da cesta básica no mês de outubro para o Recife: 

Queda: tomate (-5,05%), banana (-3,44%), farinha de mandioca (-0,90%), café (-0,87%), feijão (-0,61%), leite integral (-0,47%), manteiga (-0,42%) e a carne (-0,02%). 

Alta: açúcar (1,29%), óleo de soja (0,93%) e arroz (0,17%). 

O preço médio do pão francês não variou entre setembro e outubro.

Veja também

Dell apresenta novos notebooks equipados com inteligência artificial; confira os modelos
TECNOLOGIA

Dell apresenta novos notebooks equipados com inteligência artificial; confira os modelos

IBGE quer fazer pesquisa sobre impactos das enchentes no Rio Grande do Sul
AVALIAÇÃO

IBGE quer fazer pesquisa sobre impactos das enchentes no Rio Grande do Sul

Newsletter