Recife e Petrolina recebem Feirão da Casa Própria neste fim de semana

O Feirão da Casa Própria acontecerá entre os dias 25 e 27 de maio e vai reunir empresas do mercado imobiliário de Petrolina

Feirão da Casa Própria, da Caixa Econômica FederalFeirão da Casa Própria, da Caixa Econômica Federal - Foto: Arthur Mota/ Folha de Pernambuco

A Caixa Econômica Federal realiza o Feirão da Casa Própria em duas cidades pernambucanas neste fim de semana. De sexta (25) até domingo (27), o evento acontece no Recife e em Petrolina, no Sertão do Estado. A entrada para o evento nas duas cidades é gratuita.

Na capital pernambucana, o feirão será realizado no Centro de Convenções de Pernambuco. Na sexta e no sábado, o evento será das 10h às 20h. Já no domingo, as portas estarão abertas das 10h às 18h. Serão mais de 5 mil imóveis, novos ou usados, em oferta.

Leia também:
Caixa fecha agências e vende imóveis em 2018 para perseguir lucro de R$ 9 bi


O Feirão da Casa Própria contará com 95 parceiros. Serão 52 construtoras e 18 correspondentes imobiliários Caixa, além de 25 imobiliárias, que ocuparão os estandes do evento.

Em Petrolina, o feirão será no Pavilhão de Exposições do Centro de Convenções Senador Nilo Coelho. Durante os três dias, o público visitante poderá adquirir os imóveis em exposição, passando por análise e aprovação de crédito para financiamento. Na sexta e no sábado, o atendimento será das 10h às 22h. No domingo, o evento acontece das 10h às 16h. 

De acordo com o superintendente regional da Caixa Econômica, Paulo Lira, o feirão deste ano contará com expositores superiores a edição do ano passado. Para ele, com o crescimento da oferta de casas e apartamentos, aumentam também as possibilidades de negócios. Com esta expectativa, o volume de vendas atingido em 2017 deve ser superado nesta edição.

Veja também

Governo confirma que não haverá Censo do IBGE em 2021
Censo do IBGE

Governo confirma que não haverá Censo do IBGE em 2021

Em meio à pandemia de Covid-19, vetos ao Orçamento cortam recursos para saúde, educação e obras
Cortes

Em meio à pandemia, vetos ao Orçamento cortam recursos para saúde, educação e obras