Economia

Recife Summer School chega à nona edição

Serão 180 atividades contra as cerca de 50 do ano passado

O setor de T.I. encontra forte respaldo no Porto DigitalO setor de T.I. encontra forte respaldo no Porto Digital - Foto: Rogério França/arquivo folha

 

O festival de eventos do Porto Digital, Recife Summer School, está chegando à nona edição ainda maior. Ao invés de 50, serão 180 atividades, entre cursos, palestras, oficinas, mesas redondas e workshops. E o evento não vai mais se limitar ao Bairro do Recife. Desta vez, também haverá atividades em Caruaru e no campus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Mas até no Recife haverá novidades. É que os eventos serão realizados no novo prédio do Porto Digital, o Apolo 235.

“O prédio ainda não foi inaugurado oficialmente. Isso só deve acontecer em fevereiro, mas o festival será como um teste do novo equipamento”, revelou a coordenadora do Recife Summer School, Carla Arruda. Ela explica que esta será uma oportunidade de experimentar e apresentar o prédio aos parceiros e empreendedores do Porto Digital. No número 235, da Rua do Apolo, o local tem 3,5 mil metros quadrados, em três andares e foi reformado com repasses de R$ 9 milhões do Governo do Estado, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A estrutura é tão grande que vai comportar a maior parte das atrações do Recife Summer School, que praticamente triplicou de tamanho neste ano. “Ganhamos mais espaço com o novo equipamento, o armazém de Caruaru e o Pitch (espaço do Porto no Centro de Informática da UFPE). Então, pudemos crescer e aproveitamos para fazer um grande festival”, disse Carla, lembrando que o evento conta com parceria de mais de 70 empresas e patrocínio da Finep - Inovação e Pesquisa.

Isso vai permitir que mais de 100 atrações passem pelo Apolo 235 nos próximos 30 dias. Outras 49 vão para o Armazém da Criatividade de Caruaru, que, com menos de dois anos de operação, já se tornou o segundo maior pólo do evento. A fim de reforçar a interiorização da economia criativa, o Porto Digital vai levar até alguns dos destaques do Recife Summer School para a Capital do Agreste. A cidade vai receber os franceses Simon Vacher e Guillaume Benoit, que vão falar sobre internet das coisas e games, respectivamente.

No Recife, os destaques da programação são os norte-americanos Joyce Gioia e Matthew Manos. A futurista Joyce Gioia vem pela primeira vez à cidade para abrir o evento, na próxima segunda-feira, mostrando como as mudanças tecnológicas estão afetando empresas. Já o designer Matthew Manos falará sobre empreendimentos sociais preemptivos. O Recife Summer School vai de 30 de janeiro a 24 de fevereiro e oferece atividades com preços especiais, na faixa dos R$ 20. As inscrições já estão abertas na internet.

 

Veja também

Canhotinho, no Agreste, inaugura planta industrial da nova unidade da Masterboi nesta segunda (15)
Indústria

Canhotinho, no Agreste, inaugura planta industrial da nova unidade da Masterboi nesta segunda (15)

Prêmio da Mega-Sena vai para quatro apostas; confira números sorteados
loterias

Prêmio da Mega-Sena vai para quatro apostas; confira números sorteados