Economia

Recife tem segunda menor inflação do Brasil no mês de janeiro, diz IBGE

A inflação na Região Metropolitana do Recife também foi inferior à média nacional, de 0,54%.

Motorista de aplicativo Motorista de aplicativo  - Foto: Pexels

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Grande Recife encerrou o mês de janeiro com alta de 0,41%. Foi o segundo melhor resultado entre as localidades pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A inflação na Região Metropolitana do Recife também foi inferior à média nacional, de 0,54%.

Já no acumulado dos últimos 12 meses (fevereiro de 2021 a janeiro de 2022), a RMR ficou em oitavo lugar entre as cidades e regiões metropolitanas com inflação medida pelo IPCA, ao registrar índice de 10,31%, logo abaixo da média brasileira (10,38%).

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, os Artigos de residência tiveram a maior inflação em janeiro (1,95%), puxada pelo aumento de 4,40% nos móveis para copa e cozinha, de 3,87% nos móveis para sala e de 3,64% nos fogões.
 

O percentual alcançado pelos artigos de residência marcou mais que o dobro da segunda posição, ocupada pelo setor de vestuário (0,77%), e do terceiro lugar, que ficou com comunicação (0,73%). Alimentação e bebidas, que costuma ter grande peso no orçamento familiar, ficou em quarto no ranking, com alta de 0,49%, seguido por despesas pessoais (0,4%), habitação (0,27%) e educação (0,19%).

Em janeiro de 2022, somente a categoria transportes apresentou queda de 0,03% no Grande Recife, percentual próximo à estabilidade. O segmento não alcançava índices negativos desde novembro de 2020 e, ao longo de 2021, pressionou fortemente a inflação, tanto que esse foi o setor com maior alta no acumulado dos últimos 12 meses (21,62%).

“O índice desse grupo em janeiro foi influenciado pelo recuo de 9,31% no preço do transporte por aplicativo, de 2,1% nas passagens aéreas e de 1,84% nos combustíveis. Isso compensou o aumento nas tarifas dos ônibus intermunicipais e interestaduais”, avalia a gerente de planejamento e gestão do IBGE em Pernambuco, Fernanda Estelita.
 
O produto ou serviço que teve aumento mais expressivo no IPCA da Região Metropolitana do Recife, em janeiro de 2022, foi a cenoura (35,69%), seguida pelo tomate (15,80%), pelo ônibus intermunicipal (13,05%), pela cebola (12,20%) e pela uva (11,24%).

Outros destaques entre os produtos em alta foram os tubérculos, raízes e legumes em geral, cujo reajuste foi de 9,56%, a hospedagem (6,04%) e o ônibus interestadual (5,78%).

Veja também

O que a Nvidia vende? Conheça a empresa que supera "big techs" e virou queridinha dos mercados
TECNOLOGIA

O que a Nvidia vende? Conheça a empresa que supera "big techs" e virou queridinha dos mercados

Microsoft será cliente da Intel em seu negócio de chips sob encomenda
TECNOLOGIA

Microsoft será cliente da Intel em seu negócio de chips sob encomenda