Economia

Reforço aos cofres públicos

O que podemos dizer é que o Estado está atuando para recuperar os recursos

Bancada de oposição vai protocolar ofício no Palácio do Campo das PrincesasBancada de oposição vai protocolar ofício no Palácio do Campo das Princesas - Foto: Paullo Allmeida/Arquivo Folha

 

Um montante com retorno potencial aos cofres públicos de mais de R$ 21 milhões foi identificado pela auditoria e certificação de Tomada de Contas Especiais (TCEsp), executadas pela Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE), em 2016. O resultado foi 365% superior ao registrado em 2015, de R$ 4,6 milhões. O número de processos certificados também registrou incremento ano passado de 365%, com 60 certificações, contra 41 realizadas em 2015.

A Tomada da Contas Especiais é um procedimento para apurar omissões ou irregularidades que possam causar danos ao erário. Com a certificação dos processos é possível garantir a recomposição do prejuízo. Por isso, garante o coordenador dos atos de correição e tomadas de contas especiais da Controladoria, Daniel Tiné, TCESp é um instrumento de controle, pois garante a aplicação dos recursos e traz ainda mais transparência e eficiência à gestão. “O que podemos dizer é que o Estado está atuando para recuperar os recursos e, quando o Tribunal de Contas julgar, esse valor vai retornar ao erário”, destacou.

Entre os pressupostos da TCEsp, estão a aplicação incorreta de recursos repassados pelo Estado e a omissão do dever de prestar de contas pelo gestor de subsídios fornecidos pelo governo, por exemplo. A instauração da To­mada ocorre após esgotadas todas as medidas administrativas para reparação do dano.

Cartilha
A SCGE está lançando a Cartilha de Tomada de Contas Especial. O objetivo do documento é auxiliar os gestores da Administração Pública Estadual na instauração e processamento da TCEsp. Para isso, abordará, por exemplo, os casos em que devem ser instauradas, os agentes que estão sujeitos à TCEsp, as autoridades competentes para instauração, o processamento e outros pontos correlatos.

 

Veja também

ANP aprova prorrogação contratual de produção de campos petrolíferos
Petróleo

ANP aprova prorrogação contratual de produção de petrolíferos

Fila para perícia no INSS já passa de 1,09 milhão; médicos voltam ao trabalho na segunda (23)
Perícia médica

Fila para perícia no INSS já passa de 1,09 milhão; médicos voltam ao trabalho na segunda (23)