Brasil

Relator acata acordo entre Haddad e OAB em disputas no Carf; veja o que muda

Governo voltará a sair vitorioso em caso de empates, mas condições de pagamento mudam

Deputado Beto PereiraDeputado Beto Pereira - Foto: VInicius Loures / Câmara dos Deputados

O deputado Beto Pereira (PSDB-MS) apresentou nesta segunda-feira o seu relatório para o projeto de lei do governo que muda a sistemática de decisões do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), o tribunal da Receita Federal. A proposta será votada no plenário da Câmara nesta semana e é uma das prioridades do ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Pereira acatou um acordo fechado entre o ministro da Fazenda e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sobre o tema.

O Carf é um tribunal com formação paritária entre contribuintes e auditores fiscais no qual empresas e pessoas físicas podem recorrer de decisões da Receita. Em janeiro, o governo publicou a medida provisória devolvendo ao Fisco o voto de desempate em decisões do Carf — desde 2020, um empate dava a vitória para os contribuintes. Sem ser votada a tempo pelo Congresso, a MP perdeu a validade.

Pelo relatório, as empresas derrotadas pelo voto de desempate do governo ficam isentas da multa, pagando apenas a dívida principal e os juros. Caso a empresa pague o débito em até 90 dias, os juros também serão cancelados.

A dívida principal poderá ser dividida em até 12 parcelas, com as empresas abatendo prejuízos de anos anteriores, por meio de créditos da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ). Caso o contribuinte recorra à Justiça, volta a cobrança de multa e de juros.

Os julgamentos realizados durante o período de vigência da MP deverão ser refeitos, de acordo com o relatório.

Pereira também decidiu rejeitar a proposta do governo de limitar o acesso ao Carf a processos com valor superior a mil salários mínimos e manterá o atual limite, de 60 salários mínimos (equivalente, hoje, a R$ 79,2 mil). Apesar disso, vai incorporar a sugestão de criar uma segunda instância recursal dentro da Receita Federal, com análise colegiada.

Ele também estabeleceu a possibilidade de auditores da Receita firmarem acordos tributários com os contribuintes antes da inscrição na dívida ativa.

Veja também

Ministério da Agricultura confirma foco de doença de Newcastle em frangos no Rio Grande do Sul
BRASIL

Ministério da Agricultura confirma foco de doença de Newcastle em frangos no Rio Grande do Sul

"Mickey gostaria de um salário justo": trabalhadores da Disneylândia ameaçam greve
ESTADOS UNIDOS

"Mickey gostaria de um salário justo": trabalhadores da Disneylândia ameaçam greve

Newsletter