Rodovias ainda têm 556 pontos de protestos; região Sul é a mais afetada

Mesmo com os protestos, a polícia diz permanecer com ações para liberar as vias para cargas com animais vivos, gêneros alimentícios, equipamentos essenciais, medicamentos, combustíveis e outras cargas sensíveis

Caminhoneiros fecham trecho da BR-101 Norte, na altura do Assai AtacadistaCaminhoneiros fecham trecho da BR-101 Norte, na altura do Assai Atacadista - Foto: Arthur Mota / Folha de Pernambuco

Mesmo após as medidas anunciadas na noite de domingo (27), os bloqueios e manifestações permanecem nas rodovias do país. Em alguns pontos, os atos estão crescendo, com mais adesão.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) registrava 556 pontos ativos de protestos até as 14h, desta segunda-feira (28). Em sua maioria, são bloqueios parciais, segundo informe da PRF. Os estados com maior número de protestos eram Rio Grande do Sul (95), Paraná (84), Santa Catarina (68), Minas Gerais (59) e Bahia (40).

A polícia diz permanecer com ações para liberar as vias para cargas com animais vivos, gêneros alimentícios, equipamentos essenciais, medicamentos, combustíveis e outras cargas sensíveis. Em São Paulo, na rodovia Régis Bittencourt, há duas manifestações na região de Embu das Artes (SP) e em outros três pontos da estrada.

A rodovia Anhanguera havia uma manifestação na região de Limeira, em São Paulo.
A Polícia Militar de São Paulo informou na manhã desta segunda-feira (28) que caiu o número de interdições em rodovias estaduais.

Leia também
Grupo protesta a favor de caminhoneiros e da intervenção
Manifestantes ocupam a Esplanada dos Ministérios na tarde desta segunda
Bloqueios de caminhoneiros persistem em oito estados

A Rodovia Anchieta tem trânsito intenso devido a protesto no trecho do km 23 ao km 25. No Rio de Janeiro, ainda há protestos, sem bloqueios, na rodovia Presidente Dutra (BR-116), na altura de Seropédica, região metropolitana. A BR-101 (RJ), entre a divisa RJ/ES e Niterói, tem pontos de manifestação no km 75 (Campos dos Goytacazes), e entre o km 293 e km 297 (Itaboraí). Há interdição parcial no trecho do km 137 ao km 136,9 e do km 159 ao km 158,9.

A BR 040, de Brasília a Belo Horizonte, informa que havia onze pontos de manifestações: no km 10, Luziânia (GO), km 95, Cristalina (GO), km 45, Paracatu (MG), km 145, João Pinheiro (MG), km 511 e km 517, Ribeirão das Neves (MG), km 551 Nova Lima (MG), km 603 e km 618, Congonhas (MG), km 627, Conselheiro Lafaiete (MG) e no km 665, Carandaí (MG).

Na BR 050, há manifestações no km 90 e 85, próximo a Uberlândia, km 176 e 179, em Uberaba, e km 205 e 207, em Delta. No trecho mineiro da Fernão dias, há manifestações em dezesseis pontos, nas cidades de Extrema, Lavras, Perdões, Igarapé, Itapeva, Pouso Alegre, São Gonçalo do Sapucaí, Três Corações, Carmo da Cachoeira, Oliveira, Carmópolis de Minas, Igarapé, São Joaquim de Bicas e Betim.

Região Nordeste
Em Pernambuco, um protesto bloqueia o tráfego na PE-028, em Gaibu, nos dois sentidos. A BR 116, na Bahia têm 10 pontos de bloqueio na tarde desta segunda, nas regiões de Vitória da Conquista, Jequié, Poções, Santo Estevão e Manoel Vitorino.

Região Sul
No Paraná, a RodoNorte tem 16 pontos, nos trechos entre Curitiba a Apucarana e Ponta Grossa a Jaguariaiva. Na BR 101, há manifestações no km 623 sul, km 625,8 sul e km 106, em São José dos Pinhais.

Em Santa Catarina, manifestações acontecem em cinco pontos da BR 101 (todos fora da pista, segundo a concessionária): no km 6, acesso a Garuva, km 26 (Joinville, sentido PR), km 75 (Araquari, sentido RS), km 116 (Itajaí, sentido RS), km 215 (Palhoça, sentido RS).

Veja também

Magazine Luiza compra empresas em série para criar superapp
Economia

Magazine Luiza compra empresas em série para criar superapp

Sonegação em combustíveis chega a R$ 14 bilhões por ano, diz instituto
Impostos

Sonegação em combustíveis chega a R$ 14 bilhões por ano, diz instituto