Pedágios

Rota do Atlântico e dos Coqueiros com nova administração

Monte Rodovias vai gerir as vias pedagiadas locais e planeja novos investimentos em Pernambuco

Pedágio na Rota do AtlânticoPedágio na Rota do Atlântico - Foto: Paullo Allmeida / Folha de Pernambuco

A holding de infraestrutura administrada pelo Fundo de investimentos Monte Equity Partners, Monte Rodovias, passou a administrar as concessionárias Rota do Atlântico (CRA) e Rota dos Coqueiros (CRC) em Pernambuco. A decisão foi tomada em um encontro virtual com o governador Paulo Câmara na última terça-feira, onde foi apresentado um plano de ação que prevê elevar o desempenho das operações, reforçar a relação com o governo e tocar o planejamento de avançar com novos investimentos em infraestrutura em áreas ainda não exploradas pela empresa.

A Monte Rodovias tornou-se gestora da concessionária Rota do Atlântico (CRA) e da concessionária Rota dos Coqueiros (CRC) após a conclusão da aquisição das participações das Odebrecht Rodovias S.A (OTP) e da Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A (Invepar) na CRA e das participações da OTP e do Grupo Cornélio Brennand na CRC.

O fundo que controla a Monte Rodovias foi criado no ano de 2014, e os ativos e investimentos realizados somam cerca de R$ 300 milhões, antes da aquisição das concessionárias CBN, CRA e CRC.

A Rota do Atlântico e Rota dos Coqueiros somam em receita líquida e acessória um montante na ordem de R$ 70 milhões e empregam diretamente mais de 220 pessoas e mais 930 de forma indireta. A primeira, tem uma movimentação média diária superior a 15 mil veículos por dia. Já a Rota dos Coqueiros, é a primeira Parceria Público-Privada (PPP) celebrada com o Governo de Pernambuco e a primeira PPP de rodovias no Brasil e liga os municípios de Jaboatão dos Guararapes e ao Cabo de Santo Agostinho.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Julio, o investimento em infraestrutura sendo bem feito, pode contribuir com o desenvolvimento de várias regiões do Estado. “Temos trabalhado bastante na criação e validação de bons projetos de infraestrutura, para que as parcerias com setor privado aconteçam de forma que seja um bom negócio para a empresa, mas, principalmente que a função social dos projetos seja atendida, respeitando o meio ambiente”, destacou.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Bruto, a Monte Rodovias já demonstrou interesse em realizar futuros investimentos no Estado, ampliando a sua atuação.

“Isso é um sinal positivo porque é um grupo novo, um fundo de investimentos que adquiriu as duas concessões daqui. Eles manifestaram manifestar interesse em participar de novos projetos que o estado está estruturando, como o de algumas rodovias estaduais, rodovias federais que cortam o estado, e o Arco Metropolitano Norte. Apresentamos nossa carteira e eles demonstraram interesse em participar dos processos”, disse Marcelo. 

Veja também

O desafio da carga tributária no País é tema do "Dia sem imposto" da Fiepe
Impostos

O desafio da carga tributária no País é tema do "Dia sem imposto" da Fiepe

Mundo ganhou 1 milhão de pobres e um bilionário a cada 30 horas na pandemia
Desigualdade

Mundo ganhou 1 milhão de pobres e um bilionário a cada 30 horas na pandemia