Rússia foi alvo de mais de 25 milhões de ciberataques durante a Copa

Declaração foi feita pelo presidente Vladimir Putin, que não especificou a origem dos ataques

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, ao lado do presidente da Fifa, Giovanni Infantino, e a taça da Copa do MundoPresidente da Rússia, Vladimir Putin, ao lado do presidente da Fifa, Giovanni Infantino, e a taça da Copa do Mundo - Foto: Alexey Nikolsky/Sputnik/AFP

A Rússia foi alvo de 25 milhões de ciberataques durante a Copa do Mundo de Futebol - declarou o presidente russo, Vladimir Putin, sem especificar a origem desses ataques. As declarações do presidente russo foram publicadas nesta segunda-feira (16) pelo Kremlin.

"Durante o período do Mundial de Futebol, cerca de 25 milhões de ciberataques e de outros atos criminosos contra as estruturas de informação na Rússia, relacionados de uma ou outra maneira com o Mundial, foram neutralizados", disse Putin durante um encontro com os serviços secretos do país no domingo (15).

Leia também:
Allez Les Bleus! França bate Croácia e vence a Copa do Mundo
Ciberataque global em maio foi feito pela Coreia do Norte, diz Reino Unido


"Por trás desse êxito, esconde-se um trabalho muito importante de preparação, operação, de análise e de informação. Usamos todas as nossas forças, nossa concentração estava ao máximo", completou. Sede do Mundial de Futebol entre 14 de junho e 15 de julho, a Rússia foi acusada por vários países ocidentais de lançar ciberataques.

No domingo, o diretor Nacional de Inteligência americana, Dan Coats, garantiu que os ataques informáticos contra os Estados Unidos procedentes da Rússia se acentuaram.

Veja também

Dólar cai para R$ 5,02 e Bolsa recua 0,9%
Mercado Financeiro

Dólar cai para R$ 5,02 e Bolsa recua 0,9%

Bolsonaro agora diz que caixa-preta do BNDES nunca existiu
BNDES

Bolsonaro agora diz que caixa-preta do BNDES nunca existiu