GUERRA NA UCRÂNIA

Rússia vira oficialmente pária financeira: nota de crédito é reduzida em seis níveis

Agências de rating não faziam corte tão brutal na avaliação de um país desde 1997. Ações de empresas russas despencam 98%

Bolsa de ValoresBolsa de Valores - Foto: Daniel Roland/AFP

As agências de classificação de risco Fitch e Moody´s rebaixaram a nota de crédito da Rússia para junk ou "lixo", o que significa que as agências consideram que é grande a possibilidade de um calote do país.

Foi uma decisão brusca: a nota de crédito da Rússia foi rebaixada em seis níveis de uma só vez - o que não ocorrria com nenhum outro país há 25 anos.

A economia russa está sob fogo cruzado, com uma série de sanções impostas pelo Ocidente desde que Vladimir Putin decidiu invadir a Ucrânia, na semana passada.

Paralelamente, os provedores FTSE Russell e MSCI decidiram remover a Rússia de seus índices, por consideraram o investimento em seu mercado de ações insustentável. As decisões valem a partir de 7 e 9 de março, respectivamente.

As reservas internacionais russas foram congeladas em várias nações, seus bancos não conseguem fazer transações com o exterior, empresas decidiram se retirar ou suspender exportações para o país, desorganizando a cadeia produtiva local. E várias instituições financeiras enfrentam problemas de liquidez, com a corrida de cidadãos para saques.

O rublo já vale centavos de dólar, e as ações de empresas russas viraram pó, com desvalorização de 98% na Bolsa de Londres. Diante desse quadro, já há previsões de que a Moscou entrará em recessão neste ano, com uma contração de dois dígitos do PIB.

As agências de classificação de risco têm uma escala de notas atribuídas a países e empresas, que são um indicador de sua solvência, mostram se é seguro ou não investir nos títulos públicos dos países ou ações das companhias.
 

Tanto a Fitch como a Moody´s rebaixaram a nota em seis níveis de uma vez só. Em geral, essa deterioração é gradual, com rebaixamentos sequênciais. Na semana passada, a S&P, outra agência de ratting já havia rebaixado para junk.

No caso da Fitch, a nota da Rússia  saiu de "BBB" para "B", com "observação negativa". No caso da Moody´s, o corte doi de "Baa3" para "B3". A Fitch informou que o corte de seis níveis em apenas uma única revisão só ocorreu uma vez, em 1997, com a Coreia do Sul. 

"A severidade das sanções internacionais elevou os riscos de estabilidade macroeconômica, representam um enorme choque e pode minar a disposição de pagamento da dívida pública", disse a Fitch em relatório.

Já a Moody´s disse em comunicado que as sanções "foram além das expectativas iniciais e terão implicações para o crédito (do país)".

Veja também

Sam Altman acumulou fortuna de US$ 2 bilhões sem contar com ações da OpenAI, criadora do ChatGPT
NEGÓCIOS

Sam Altman acumulou fortuna de US$ 2 bilhões sem contar com ações da OpenAI, criadora do ChatGPT

PIB de 2023 revela que fazer dever de casa traz resultado positivo
Febraban

PIB de 2023 revela que fazer dever de casa traz resultado positivo