Safra de grãos deve ser menor em 2017/2018

Produção deve apresentar uma redução de até 6% em relação a última safra

Produção agrícolaProdução agrícola - Foto: Arquivo/Agência Brasil

A safra de grãos 2017/2018 deve registrar uma redução de 4,3% a 6% em relação à safra anterior, segundo levantamento divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A produção deverá ficar entre 224,1 e 228,2 milhões de toneladas, uma queda em relação à safra de 2016/2017, que foi de 238,5 milhões de toneladas.

De acordo com a Conab, a safra passada atingiu um recorde histórico por conta das condições climáticas favoráveis. As condições, dificilmente irão se repetir, por isso a expectativa de redução na produção.

A expectativa é de queda na produção em todas as culturas. A soja e o milho continuam como as principais culturas, e vão representar 89% do total produzido no País. A produção da soja deve ficar entre 106 e 108 milhões de toneladas, e o milho 93,5 milhões, distribuídas entre primeira e segunda safra.

A soja, que vem apresentando uma maior liquidez e melhor rentabilidade em comparação as outras culturas, deve alcançar a maior área de produção, com um incremento médio de 2,7% em comparação a safra passada, com área entre 34,5 e 35,2 milhões de hectares. Porém, segundo a Conab, a produção poderá ser menor devido às condições climáticas na safra anterior.

Leia também:
Safra brasileira deve fechar ano com crescimento de 30,4%
Safra 2017/18 de cana-de-açúcar tem início em Pernambuco
Conab: safra de grãos deve bater recorde de 219 milhões de toneladas

A área para a primeira safra do milho deve ser reduzida entre 10,1% a 6,1% em relação a safra 2016/2017, refletindo na diminuição da área absoluta entre 552,5 e 336,3 mil hectares.

Os produtos como algodão, feijão preto, girassol e mamona deverão aumentar a produção. O algodão deverá ter um aumento em relação à safra anterior.

A área plantada total deverá ser mantida ou ter um aumento de até 1,8%, sobre a safra 2016/2017, atingindo aproximadamente de 61 a 62 milhões de hectares. A soja e o algodão registrarão os principais aumentos.

Veja também

Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
Economia

Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro

Monitor do PIB aponta alta de 1,1% na atividade econômica em novembro
Economia

Monitor do PIB aponta alta de 1,1% na atividade econômica em novembro