Economia

Saiba como se proteger de instalações irregulares de GNV

Recentemente, dois casos de explosão de cilindros de GNV deixaram os consumidores com receio no uso do equipamento

GNVGNV - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Leia também

• Polícia Civil prende 19 pessoas por instalação ilegal de GNV no Recife, Olinda e Jaboatão

• Alta de combustível pode icentivar o uso de veículos elétricos

Com a alta dos combustíveis que vem assombrando o bolso dos motoristas, a instalação de Gás Natural Veicular (GNV) está crescendo em Pernambuco. No entanto, recentemente, dois casos de explosão - um no Ceará e outro no Rio de Janeiro - de cilindros de GNV deixaram os consumidores com receio no uso desse equipamento. [Confira as dicas no fim do texto]

Segundo o Instituto Brasileiro de Inspeção Técnica Veicular (Ibra-ITV), em média, há 110 mil veículos convertidos em Pernambuco, dos quais 40 mil estão com inspeção vencida e 30 mil irregulares. Segundo o Instituto, a inspeção obrigatória garante o bom desempenho do kit gás. “A inspeção veicular é um procedimento obrigatório e periódico que checa a aptidão do veículo para circular nas vias”, diz o Instituto. Somente em 2021, a conversão para GNV amentou 108% em Pernambuco

Segundo o diretor técnico do Ibra-ITV, Wagner Barbosa, a instalação é perfeitamente segura. “Sempre que ocorre acidente está relacionado a veículos clandestinos, instalados de forma clandestina, improvisada por empresa que não é homologada”, ressalta. 

“Como o veículo não passa na inspeção esse veículo circula como uma bomba ambulante”, acrescenta Barbosa. Atualmente, em Pernambuco há 58 oficinas autorizadas a realizar o serviço no Estado

Para o presidente da Federação Nacional dos Organismos de Inspeção Veicular (Fenive), Everton Pedroso, essas situações de explosão ocorrem por uma sequência de irregularidades. 

“O proprietário do carro instala um equipamento irregularmente, nem sempre faz a inspeção obrigatória e não regulariza o veículo e no posto não exigem a apresentação do selo do GNV no momento do abastecimento. O posto tem a obrigação de exigir este selo, pois casos de explosão podem acontecer se não estiver tudo dentro dos padrões do Inmetro”, explica.

A legislação federal determina a inspeção veicular anual inicial e periódica obrigatória para a renovação do Certificado de Segurança Veicular (CSV).

A inspeção, que é um serviço preventivo, tem por objetivo verificar a fixação do suporte, se o cilindro está dentro da validade e se tem alguma avaria aparente, além de conferir o sistema de ventilação, o redutor de pressão, verificar pontos de possível vazamento, entre outras medidas que assegurem a qualidade da instalação do equipamento.

Após a avaliação, o proprietário do automóvel recebe o selo de inspeção, que comprova que o kit GNV, naquele momento, não apresenta vazamentos e que todos os componentes estão dentro das normas de instalação e segurança previstas.

Nesta segunda-feira (21), a Polícia Civil em parceria com o Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco, divulgou uma lista com o passo a passo de como os motoristas podem se proteger de instalações irregulares. 

Confira o passo a passo: 

- Verifique se a oficina instaladora consta na relação de empresas credenciadas ao Inmetro e está em dia com o Certificado de Registro de Instalador (CRI), documento que deve estar exposto em local visível no estabelecimento; 

- Ao realizar a instalação do kit GNV, exija da oficina o atestado da qualidade do instalador registrado, que contém a relação de componentes utilizados; 

- Solicite a nota fiscal do sistema e do serviço de instalação. A nota fiscal só tem validade caso a empresa instaladora seja credenciada no Inmetro; 

- O consumidor também deve observar se os cilindros, suportes do cilindro, válvulas de segurança e abastecimento e redutores de pressão estão certificados. 
 

Veja também

Alckmin comemora dados de produção agroindustrial em abril
agroindústria

Alckmin comemora dados de produção agroindustrial em abril

Resultado da Mega-Sena 2.740: veja as dezenas sorteadas; prêmio é de R$ 84,2 milhões
Mega-Sena

Resultado da Mega-Sena 2.740: veja as dezenas sorteadas; prêmio é de R$ 84,2 milhões

Newsletter