Saque de auxílio emergencial promove extensas filas em agências do Recife

Liberação do saque em dinheiro da poupança digital iniciou nesta segunda (27) e segue até o dia 5 de maio

Aglomeração na Caixa Econômica Federal, da Avenida Marquês de Olinda, no centro do RecifeAglomeração na Caixa Econômica Federal, da Avenida Marquês de Olinda, no centro do Recife - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A aglomeração de pessoas em busca do auxílio emergencial nas agências bancárias continua sendo uma preocupação diante da disseminação do Coronavírus. Na manhã desta segunda-feira (27), diversas agências da Caixa Econômica Federal no Recife amanheceram mais uma vez com filas. A liberação do saque em dinheiro da poupança digital referente ao auxílio emergencial iniciou nesta segunda (27) e segue até o dia 5 de maio. O calendário do pagamento foi dividido de acordo com a data de nascimento do beneficiário.

Leia também:
Bolsonaro diz não ter previsão de estender auxílio emergencial para outras categorias
Saque de auxílio emergencial começa a ser liberado nesta segunda 

Na manhã desta segunda (27), as agência da Encruzilhada, Boa Vista, Casa Amarela e av. Marquês de Olinda amanheceram com filas e aglomerações, além de várias pessoas sem o uso de máscaras. Muitos dos beneficiários passaram a noite aguardando na frente da agência para serem atendidos.

De acordo com a Caixa, os que forem considerados aptos para receber o auxílio emergencial, o banco está abrindo automaticamente uma Poupança Digital. Os que receberam o valor nesta conta e desejarem sacá-lo, devem utilizar o aplicativo Caixa TEM e ficar atento as datas de saque de acordo com o nascimento do beneficiário.

Calendário de saque

27 de abril: nascidos em janeiro e fevereiro
28 de abril: nascidos em março e abril
29 de abril: nascidos em maio e junho
30 de abril: nascidos em julho e agosto
4 de maio: nascidos em setembro e outubro
5 de maio: nascidos em novembro e dezembro

Veja também

Índice de Confiança de Serviços volta a cair em novembro, diz FGV
economia

Índice de Confiança de Serviços volta a cair em novembro, diz FGV

Confiança do comércio recua 6,2 pontos em novembro
Economia

Confiança do comércio recua 6,2 pontos em novembro