Negócios

Secretário comemora posição do Recife na pesquisa

Investimentos para melhoria do setor de serviços já estão sendo planejados

Edíficio-sede da Prefeitura do RecifeEdíficio-sede da Prefeitura do Recife - Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

“Ter o Recife como o segundo melhor ambiente para negócios na área de educação é motivo de comemoração, uma vez que o futuro de todas as cidades passa por uma boa estrutura educacional. Nossa cidade já é, historicamente, um importante polo nesse segmento, lembrando que a Faculdade de Direito do Recife foi a primeira do País. Recentemente, temos atraído também grandes investidores da educação privada”.  A avaliação é do secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura do Recife, Rafael Dubeux.


Ele explica que os resultados da pesquisa da Urban Systems, que já tem uma tradição na área de consultoria para investidores, é importante, mas que o trabalho da Secretaria é, justamente, buscar caminhos para tornar a capital pernambucana em um ambiente de negócios ainda melhor. “Uma das prioridades, por exemplo, é a transformação digital de todas as áreas da administração, possibilitando uma revisão dos fluxos internos e desburocratizando os processos para os investidores", explica. Outra iniciativa em que Dubeux está trabalhando é de criar um espaço físico único em que todos os órgãos ligados às áreas de licenciamento trabalhem juntos, acabando com o vai e vem de quem precisa abrir uma empresa.


Além disso, em relação ao segmento de serviços, o secretário ressalta que os três pilares econômicos do Recife nessa área são educação - que demonstrou esse bom desempenho; polo médico e tecnologia da informação. Ele explica que já começou a trabalhar juntos aos hospitais do Recife para que seja criado um sistema de governança, no estilo do Porto Digital, com o objetivo de aumentar o potencial de negócios do setor. Além disso, tanto o processo de transformação digital do município, como as grandes possibilidades que podem surgir na área de saúde vão gerar demandas às empresas do polo recifense de TI, reconhecido mundialmente por sua excelência. 

 

Veja também

Não há sinal de fim de recessão e economistas já veem 2021 como ano perdido
Economia

Não há sinal de fim de recessão e economistas já veem 2021 como ano perdido

Disney fechará pelo menos 60 lojas físicas na América do Norte este ano
Consumo

Disney fechará pelo menos 60 lojas físicas na América do Norte este ano