PERNAMBUCO

Sementes de feijão, milho e sorgo são distribuídas no Agreste de Pernambuco

São destinados para o Agreste 466.240 quilos de sementes, beneficiando cerca de 77.700 agricultores familiares, de 74 municípios

São destinados para o Agreste 466.240 quilos de sementes, beneficiando cerca de 77.700 agricultores familiaresSão destinados para o Agreste 466.240 quilos de sementes, beneficiando cerca de 77.700 agricultores familiares - Foto: Divulgação/ IPA

Com o intuito de apoiar o desenvolvimento rural no Estado, o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) distribui, durante os meses de março e abril, sementes de feijão, milho e sorgo forrageiro para os produtores do Agreste, através do Programa Campo Novo. O evento de lançamento na região aconteceu no dia 19 de março na Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS) do IPA, no município de Ibimirim. 

Em 2022, o programa está recebendo um investimento de mais de R$13 milhões, o triplo do orçamento anterior. O número representa o maior valor dos últimos 10 anos. Em 2021, foram investidos mais de R$ 4 milhões e 300 mil para a compra e distribuição de sementes. 

“O programa tem como objetivo apoiar o desenvolvimento rural por meio do fortalecimento da agricultura, da elevação e da qualidade e eficiência da produção agrícola. Além disso, queremos combater a pobreza rural. Basicamente as pessoas que são assistidas pelo programa são aquelas que estão na agricultura familiar, de baixa renda, que, de fato, precisam ter acesso às políticas públicas”, pontuou o presidente da instituição, Kaio Maniçoba

São destinados para o Agreste 466.240 quilos de sementes, beneficiando cerca de 77.700 agricultores familiares, de 74 municípios. A cidade de Ibimirim recebe 6.040 quilos de sementes, beneficiando cerca de mil famílias. Ao todo, os 12 municípios ligados à Gerência Regional do IPA, em Arcoverde, recebem 89.360 quilos de sementes de feijão, milho e sorgo forrageiro, alcançando 14.900 agricultores familiares. 

Além de Ibimirim, estão incluídos: Alagoinha (5000 kg), Pesqueira (6500 kg), Poção (6500 kg), Buíque (8500 kg), Pedra (11000 kg), Tupanatinga (8030 kg), Venturosa (6.570 kg), Arcoverde (5700 kg), Inajá (3990 kg), Manari (12700 kg), Sertânia (8830). 

Programa Campo Novo entrega sementes no Agreste. Foto: Divulgação/ IPA

“A gente vem trazendo para esses agricultores sementes com todo um estudo desenvolvido para cada região, que se adequa ao solo, ao piso, à modalidade de cada cidade e de cada lugar”, disse. 

De acordo com Maniçoba, após as entregas nos municípios listados acima, o programa percorre a parte setentrional do Agreste e a Zona da Mata Norte, finalizando a ação este ano. 

“A Apac e os órgãos reguladores que têm esse critério das chuvas nos passam os locais que vão acontecer as primeiras trovoadas no Estado e vamos seguindo este calendário. Tem toda uma divisão para que a gente faça essas entregas o mais rápido possível. A nossa expectativa é que, até o próximo mês, a gente entregue 100% das sementes em todo o Estado”, explicou. 

Na primeira etapa do programa este ano já foram entregues 491.640 quilos de sementes de milho e sorgo forrageiro, alcançando 81.940 agricultores familiares do Sertão do Araripe, Pajeú, São Francisco, Itaparica, Central e Moxotó. 

Programa Campo Novo 

Criado em 2019, o programa tem como foco a entrega das sementes exatamente no início da quadra chuvosa, permitindo o plantio durante esse período no Semiárido do Estado. 

Em 2020, foram distribuídas 75 toneladas de sementes de sorgo, que permitiu o cultivo de 7.500 hectares de sorgo forrageiro, produzindo cerca de 337 mil toneladas de matéria verde. 

Veja também

Detran-PE prorroga até 31 de julho prazo para substituição de placas perdidas durante alagamentos
FMotors

Detran-PE prorroga até 31 de julho prazo para substituição de placas perdidas durante alagamentos

Novo Audi Q5 chega como primeiro híbrido da marca no país por R$ 413.990
FMotors

Novo Audi Q5 chega como primeiro híbrido da marca no país por R$ 413.990