Servidores públicos cobram diálogo

O Sindserpe se queixa de falta de diálogo por parte do Governo do Estado, do congelamento de benefícios e do piso salarial das categorias.

Valter CasimiroValter Casimiro - Foto: Pedro França/Agência Senado

 

Servidores públicos ligados a fundações, autarquias e secretarias estaduais, representados pelo Sindicato dos Servidores Públicos Civis do Estado de Pernambuco (Sindserpe), estiveram ontem na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) com o objetivo de conseguir uma mediação para que possam se reunir com a Secretaria de Administração (SAD), chefiada por Milton Coelho.

O grupo foi recebido pelo presidente da Casa, Guilherme Uchoa (PDT), pelos deputados governistas Aluisio Lessa (PSB) e Lucas Ramos (PSB) e pelos oposicionistas Silvio Costa Filho (PRB) e Teresa Leitão (PT). O Sindserpe se queixa de falta de diálogo por parte do Governo do Estado, do congelamento de benefícios e do piso salarial das categorias.
“Já encaminhamos diversos ofícios para a SAD relatando a situação dos servidores, desde 2015 sem reajuste salarial e de benefícios. Estamos com o vale alimentação congelado há 9 anos. Temos o piso salarial na ordem de R$ 750 para nivél médio e auxiliar e de R$ 1.415 para nível superior. A SAD negocia para outras categorias, mas não para esses servidores com os salários mais humildes de Pernambuco.

Estamos solicitando no Legislativo, na tentativa de reabrir o diálogo com a SAD, que intermedeie essa abertura” disse Renilson Oliveira, presidente do Sindserpe. O sindicalista também disse que existe a possibilidade de greve caso o Estado não dê uma resposta até amanhã.
O motivo da categoria desejar uma sinalização até amanhã é explicado pelo prazo legal que o Governo do Estado tem para apresentar emendas ao Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2017, que se encerra no próximo domingo. Entretanto, Uchoa informou que o prazo será estendido até o dia 21.

 Silvio Costa Filho, que lidera a oposição na Alepe, se queixou das prioridades expressas na LOA 2017. “Temos chamado a atenção para a manutenção dos serviços que já existem e que, diante do quadro de restrição orçamentária, é preciso reduzir o tamanho da máquina. Enquanto destina R$ 68 milhões para publicidade, o Estado mantém piso salarial de R$ 745,32”, comparou.

 

Veja também

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões
Loteria

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões

Caixa libera neste sábado (31) saque do FGTS para nascidos em setembro e outubro
Economia

Caixa libera neste sábado (31) saque do FGTS para nascidos em setembro e outubro