Setor de serviços cresce 0,1% em outubro, diz IBGE

No acumulado do ano e no acumulado de 12 meses, no entanto, o volume de serviços teve quedas de 0,2%

Para se cadastrar como MEI, é preciso ter faturamento de até R$ 81 mil por anoPara se cadastrar como MEI, é preciso ter faturamento de até R$ 81 mil por ano - Foto: EBC

O volume de serviços no Brasil cresceu 0,1% de setembro para outubro deste ano, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta sexta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com outubro do ano passado, a alta foi 1,5%.

No acumulado do ano e no acumulado de 12 meses, no entanto, o volume de serviços teve quedas de 0,2%. A receita nominal do setor manteve-se estável de setembro para outubro, mas cresceu 4,2% na comparação com outubro do ano passado, 2,5% no acumulado do ano e 2,9% no acumulado de 12 meses.

Leia também:
Setor de serviços teve queda de 0,3% em setembro, diz IBGE
IGP-10 fecha ano com inflação de 7,92%

Na passagem de setembro para outubro, o volume cresceu em dois dos cinco segmentos pesquisados pelo IBGE: serviços de informação e comunicação (0,5%) e outros serviços (5,5%).

Por outro lado, houve quedas nos volumes de serviços prestados às famílias (1%), de serviços profissionais, administrativos e complementares (1,9%) e de serviços de transportes, auxiliares de transporte e correio (0,2%).

Veja também

Privacidade e WhatsApp: em que a última atualização interfere?
Tecnologia e games

Privacidade e WhatsApp: em que a última atualização interfere?

Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC
Economia

Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC