A-A+

Pesquisa

Setor de serviços em Pernambuco avança 4,1% em julho

Pernambuco teve alta de 4,1% no volume de serviços, o segundo melhor resultado do paísPernambuco teve alta de 4,1% no volume de serviços, o segundo melhor resultado do país - Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

O setor de serviços em Pernambuco teve um aumento de 4,1% no mês de julho, em comparação com o mês de junho. O dado foi observado na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta terça-feira (14), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Este foi o segundo maior percentual do País, que ficou atrás apenas do Estado de Alagoas, que registrou 5,4%. Pernambuco ficou também acima da média nacional, que foi de 1,1%. 

Com esse resultado, o Estado chegou à terceira alta consecutiva no setor, superando pela primeira vez os números pré-pandemia, com 3,1 pontos percentuais acima do índice de fevereiro de 2020. No entanto, a categoria ainda está 19,5% abaixo do recorde histórico, alcançado em maio de 2012 e fevereiro de 2013.

Quando comparado com o mesmo período do ano passado, Pernambuco teve uma alta de 25,8% no volume de serviços, explicada pela baixa base de comparação ocasionada pela disseminação da pandemia em 2020. Este percentual foi o sexto maior do país e também está acima da média nacional, de 17,8%. 

Das cinco atividades de serviços pesquisadas pela PMS, apenas o setor de Outros serviços, que inclui a compra, venda e aluguel de imóveis, atividades de apoio à agricultura, à pecuária e gestão de resíduos sólidos teve queda em julho deste ano, que foi de 1,1%, em comparação ao mesmo período do ano passado. Foi o primeiro recuo após quatro meses de altas significativas.

Por outro lado, o maior avanço foi observado nos Serviços prestados às famílias, que incluem 23 segmentos, como hotéis, bares, restaurantes, salões de beleza, espetáculos de artes cênicas e atividades esportivas em geral, cuja alta foi de 154,8%. 

“Isso se explica pelas características da atividade, que requer contato físico do consumidor para a prestação de serviços. A amenização dos números da pandemia permitiu uma maior movimentação no setor”, pontua a gerente de planejamento e gestão do IBGE em Pernambuco, Fernanda Estelita.

Veja também

Com faturamento de R$ 41 bi, mercado pet já vende mais que linha branca
Economia

Com faturamento de R$ 41 bi, mercado pet já vende mais que linha branca

Agenda social ainda é pilar frágil no agro mesmo com avanços
Agronegócio

Agenda social ainda é pilar frágil no agro mesmo com avanços