PMS

Setor de serviços no Estado apresenta crescimento de 3% em maio, aponta IBGE

Pernambuco ficou em 11º lugar no ranking nacional

IBGEIBGE - Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Em maio de 2023, o volume de serviços em Pernambuco aumentou 3% em relação a abril, de acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgada hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Esse resultado posicionou Pernambuco em 11º lugar no ranking nacional, enquanto o aumento médio no Brasil foi de 0,9%.

Em comparação com o mesmo mês em 2022, a PMS registrou um avanço de 11,4% no estado, superando a média nacional de 4,7%. No acumulado de janeiro a maio, a alta em Pernambuco foi de 6,4%, também acima da média brasileira de 4,8%. Nos últimos 12 meses, de junho de 2022 a maio de 2023, houve um aumento de 8%, novamente superior ao resultado nacional de 6,4%.

Os setores de serviços de informação e comunicação se destacaram tanto na variação mensal quanto no acumulado do ano em comparação com os mesmos períodos de 2022. Entre as atividades abrangidas pela PMS, os transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio tiveram o maior avanço, seguidos pelos serviços de informação e comunicação, serviços profissionais, administrativos e complementares, outros serviços e serviços prestados às famílias.

Além disso, o volume de atividades turísticas em Pernambuco teve um aumento de 5,2% em maio em relação a abril, o segundo melhor resultado do país entre as 12 localidades pesquisadas. No entanto, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, o crescimento foi menor, de 2,2%, enquanto a média nacional foi de 8,6%. No acumulado do ano, o crescimento em Pernambuco foi de 0,8%, inferior à média nacional de 8,4%. Nos últimos 12 meses, Pernambuco teve um aumento de 2,6%, o menor entre os estados pesquisados e o Distrito Federal, enquanto o Brasil teve um aumento de 14,5%.

Veja também

Tebet descarta desvinculação de aposentadorias do salário mínimo
Brasil

Tebet descarta desvinculação de aposentadorias do salário mínimo

Abia: Exportação de alimentos industrializados cresce 34% entre janeiro e abril de 2024
EXPORTAÇÃO

Abia: Exportação de alimentos industrializados cresce 34% entre janeiro e abril de 2024

Newsletter