Shopping reduz carência no estacionamento

Tempo gratuito, que era de 20 minutos, passou para 15 no Shopping Recife. Procon alerta que medida deveria ter sido comunicada previamente

Estacionamento do Shopping RecifeEstacionamento do Shopping Recife - Foto: Henrique Genecy/Folha de Pernambuco

Para quem está habituado a frequentar o Shopping Recife, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, e contar com os 20 minutos gratuitos do seu estacionamento, atenção. Embora não tenha feito nenhum tipo de campanha prévia comunicando a alteração, esse tempo de tolerância foi reduzido desde a última segunda-feira (9) e agora é de 15 minutos. Passando desse tempo, o consumidor de carro vai ter que desembolsar o preço equivalente às 4 horas de permanência - R$ 8.

De acordo com o Procon-PE, fazer modificação sem prévia comunicação ao público é uma transgressão ao direito de informação previsto no Código de Defesa do Consumidor.

Procurado pela reportagem, o Shopping Recife afirmou que a sinalização do estabelecimento já indica a alteração no tempo de carência. Segundo a administração do mall, os 15 minutos são suficientes para atender às necessidades de embarque / desembarque no centro de compras. “Buscando uma melhor fluidez no tráfego de veículos em seu estacionamento, que possui uma alta rotatividade diária de 25 mil carros, o Shopping Recife informa que alterou para 15 minutos o tempo de carência para carros e motos”, afirmou o centro comercial em comunicado direcionado à Folha de Pernambuco.

No entanto, para o gerente de Fiscalização do Procon-PE, Roberto Campos, o consumidor deveria ser previamente comunicado sobre a redução. “É necessário existir uma ampla divulgação sobre a alteração. Assim, o consumidor poderia exercer a opção de entrar ou não no estabelecimento. Sem saber disso, ele poderia exceder o tempo de 15 minutos acreditando que a tolerância ainda seja de 20”, esclarece o gerente.

Endossando o que diz o Procon-PE, consumidores e lojistas criticam não terem sido informados sobre a mudança. “Mesmo com a vaga preferencial, como o idoso tem que andar mais devagar, às vezes a pessoa está muito longe, paga o estacionamento, mas dá não tempo de sair. Quando chega à cancela, por causa de um ou dois minutos tem que pagar tudo de novo”, contou o comerciante Hebert Lima. Já o empresário Armênio Machado é taxativo ao afirmar que a falta de comunicação da mudança foi “erro grave da administração do estacionamento”, afirmou.

Leia também:
Cinépolis inaugura seis salas no Shopping Patteo, em Olinda
Recife ganha novo shopping pet friendly
Multas, IPVA e emplacamento já podem ser pagos com cartão em PE

Para os lojistas, a insatisfação é grande, pois a administração nem informou nada, nem pediu a sugestão de ninguém para munda. “A gente perde quando o cliente perde. Em 20 minutos ainda daria tempo do consumidor e fazer alguma coisa rápida, sem pagar o estacionamento. A preocupação agora é de que ele deixe de ir ao shopping”, argumentou um lojista que preferiu não se identificar.

Veja também

INSS pede para servidores entrarem em grupo prioritário da vacinação
VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

INSS pede para servidores entrarem em grupo prioritário

Presidente da Eletrobras troca empresa pela BR Distribuidora
Economia

Presidente da Eletrobras troca empresa pela BR Distribuidora