Spotify quer desestressar pets que ficam sozinhos em casa

'O algoritmo Pet Playlist permite que os usuários do Spotify gerem listas de reprodução personalizadas com base nos gostos musicais dos donos, do tipo de animal e de sua personalidade', afirma a plataforma em comunicado

CãoCão - Foto: Fran/Pixabay

Gatos, cães e outros pets agora têm suas listas de reprodução no Spotify: a plataforma de música on-line sueca lança nesta quarta-feira (15) um serviço de streaming para animais, bem como um podcast para aliviar o estresse de cães deixados sozinhos em casa.

"O algoritmo Pet Playlist permite que os usuários do Spotify gerem listas de reprodução personalizadas com base nos gostos musicais dos donos, do tipo de animal e de sua personalidade", afirma a plataforma em comunicado.

"Por exemplo, um cão com mais energia pode obter uma lista de reprodução com músicas mais alegres, quando um gato prefere ter ritmos mais lentos", diz o comunicado.

Leia também:
Spotify anuncia que não terá propaganda política a partir de 2020
Spotify lança documentário sobre brega-funk

"O tipo de música que um cachorro ouve é importante, e pesquisas demonstraram que algumas músicas podem ajudá-los a relaxar, enquanto outras podem ter efeitos menos benéficos", disse Samantha Gaine, especialista da Royal Society for the Protection of Animals (RSPCA), citada no comunicado de imprensa do Spotify.

Além deste novo sistema, disponível em todo mundo, o Spotify também lançou um podcast exclusivo apenas no Reino Unido para "fazer companhia" e aliviar o estresse de cães deixados sozinhos em casa".

Criado com a ajuda de pesquisadores em comportamento animal, o podcast oferece atualmente dois episódios de cinco horas, um dos quais intitulado "Ficção de filhotes".

O episódio visa a acalmar o cachorro após a saída de seu dono.

Veja também

Pagamento de indenizações do DPVAT passa a ser feito pela CEF
Seguro

Pagamento de indenizações do DPVAT passa a ser feito pela CEF

É cedo para dizer se haverá depreciação de carros da Ford após fechamento de fábricas
Ford

É cedo para dizer se haverá depreciação de carros da Ford após fechamento de fábricas