Supermercados usam medidas preventivas contra desabastecimento

Em alguns supermercados, a exemplo do Carrefour, está limitada a limitar a compra de produtos a cinco itens por pessoa.

O desperdício com frutas, verduras e legumes chegou a R$ 1,8 bilhão O desperdício com frutas, verduras e legumes chegou a R$ 1,8 bilhão  - Foto: Arthur Mota

Nos supermercados do Recife, medidas preventivas já começam a serem tomadas para conter o medo da população de que faltem alimentos. Em alguns, a exemplo do Carrefour, apesar de ter estoque suficiente, começa a limitar a compra de produtos a cinco itens por pessoa. Segundo comunicado da rede, isso é uma forma de atender o maior número de clientes sem problemas. E a medida tem justificativa, afinal, devido à falta de abastecimento, em curto prazo, os estoques podem ficar comprometidos nos supermercados.

Leia também:
Movimento nas ruas do Centro do Recife cai 50%
Presidente do Ceasa diz que situação ainda é estável

Para o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, a limitação não é um problema e pode sim, acontecer, desde que não seja exagerada e nem abusiva. “O que não vamos permitir é que alguns produtos sejam retirados das prateleiras para forçar posterior aumento de preço. Vamos fiscalizar fortemente essa prática.”

Segundo o presidente da Associação Pernambucana de Atacadistas e Distribuidores (Aspas), José Luiz Torres, entidade responsável pelo abastecimento de milhares de pontos de venda em todo o Estado, apesar de ter um estoque regulador suficiente, o problema de desabastecimento pode acontecer. “Temos estoque, mas não temos combustível para entregar essa mercadoria nas redes de supermercados. Temos um total de 18 carros, mas só estamos com quatro com gasolina”, revela.

Na Rede Tem Supermercado, localizada na Avenida Norte, alguns produtos já estavam em falta nas prateleiras ontem. “Os fornecedores de batata e laranja não entregaram essas mercadorias. A rede de frigorífico Masterboi já nos informou também que a entrega está suspensa porque não tem combustível para abastecer os caminhões”, disse o gerente Ciro de Lira. Para o servente Geraldo de Oliveira, era preciso comprar logo as frutas. “Aproveitei para comprar logo, já que tem pouco produto. E a tendência é faltar”, disse.

No Mercadinho Compre Mais, no bairro de Água Fria, Zona Norte do Recife, não sabe se os produtos vão chegar ao local. “Três empresas não entregaram hoje. Estamos preocupados se o fornecedor vai entregar amanhã”, comentou a gerente, Eliane Lira.

 

Veja também

Mega-Sena tem apenas um acertador
Loteria

Mega-Sena tem apenas um acertador

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em junho
Auxílio Emergencial

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em junho