Pernambuco

Surto de Covid-19 afeta funcionários do INSS em PE; sindicato pede ao MPT-PE passaporte de vacina

A motivação é que os funcionários estão se contaminando com Covid-19 e os atendimentos estão sendo suspensos

Previdência SocialPrevidência Social - Foto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

O Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social no Estado de Pernambuco (Sindsprev) realizou uma denúncia no Ministério Público do Trabalho (MPT-PE) para que seja exigida, nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a apresentação do certificado de vacina para as pessoas poderem entrar nas agências. A motivação é que os funcionários estão se contaminando com Covid-19 e os atendimentos estão sendo suspensos. 

Segundo o Sindicato, nos últimos 20 dias, as agências de Buíque, São Bento do Una, Canhotinho e Arcoverde precisam suspender as atividades após funcionários testarem positivo para Covid-19. Em Petrolina, Sertão de Pernambuco, a situação é crítica. Como há muitos casos de funcionários com Covid-19, a agência pode suspender as atividades, afirmou o Sindicato. 

Além disso, o Sindicato ainda pede - em ofício ao MPT-PE -, para que todos os funcionários sejam testados após algum apresentar suspeita e haja sanitização do ambiente da agência para evitar a proliferação dentro do espaço. 
 

“Evidentemente que esses servidores estão expostos com maior intensidade aos riscos de contaminação da nova variante Ômicron, e passam a ser, também, vetores de contaminação de outras pessoas, sobretudo, daqueles que habitam nos mesmo lares, pois, como também é de conhecimento geral, este vírus é de fácil propagação e contágio”, afirma parte do ofício do Sindicato. 

Em outubro do ano passado, o governo de Pernambuco decretou que os prédios públicos e particulares do Estado passem a cobrar o passaporte da vacina para que as pessoas tenham acesso aos locais. Essa é uma das cobranças do Sindicato que afirma que o INSS não está exigindo a comprovação. 

Sobre o funcionamento das agências, o INSS informou que "não há nenhuma agência fechada no Estado", disse a autarquia. Com relação a exigência da apresentação do cartão de vacina nas agências, o órgão informou à reportagem, por meio de nota, que “não existe normativo na Instituição que exija o comprovante de vacina para o segurado entrar nas agências. O INSS é regido pelas normas federais e não por decretos estaduais”. 

Sobre as agências, o INSS ainda informou que “todas as agências de PE estão com funcionamento normal. Na capital pernambucana, apenas a Agência de Afogados, está fechada para reforma”.

Veja também

Sam Altman acumulou fortuna de US$ 2 bilhões sem contar com ações da OpenAI, criadora do ChatGPT
NEGÓCIOS

Sam Altman acumulou fortuna de US$ 2 bilhões sem contar com ações da OpenAI, criadora do ChatGPT

PIB de 2023 revela que fazer dever de casa traz resultado positivo
Febraban

PIB de 2023 revela que fazer dever de casa traz resultado positivo