Economia

Tarifa de voos domésticos sobe para R$ 29,90 e de internacionais para R$ 113,04

As novas tarifas poderão ser praticadas somente 30 dias após a divulgação dos novos valores pelo operador aeroportuário

AviãoAvião - Foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgou nesta quarta-feira (18) os reajustes dos tetos das tarifas aeroportuárias dos aeroportos públicos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). As novas tarifas poderão ser praticadas somente 30 dias após a divulgação dos novos valores pelo operador aeroportuário.

Os tetos das tarifas de embarque e conexão de passageiros e de pouso e permanência de aeronaves foram reajustados em 7,98%. Os tetos das tarifas de armazenagem e capatazia de cargas foram reajustados em 6,2880%. Com isso, a tarifa máxima de embarque doméstico a ser paga pelos passageiros passará de R$ 27,69 para R$ 29,90. A tarifa máxima de embarque internacional, por sua vez, passará de R$ 109,13 para R$ 113,04.

O reajuste foi aplicado sobre os tetos estabelecidos de acordo com uma portaria de 10 de novembro de 2016, considerando a inflação acumulada entre dezembro de 2015 e dezembro de 2016, medida pela variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo do IBGE (IPCA).

Veja também

Rússia nega inadimplência em pagamento de dívidas
Economia russa

Rússia nega inadimplência em pagamento de dívidas

Confiança da construção cresce 1,2 ponto em junho
Economia

Confiança da construção cresce 1,2 ponto em junho