TCE está perto de conclusão sobre suspeita de superfaturamento na Arena-PE

O órgão deve receber um material da Operação Lava-Jato nos próximos dias e, com isso, poderá encerrar o julgamento da viabilidade econômica do estádio

Arena de PernambucoArena de Pernambuco - Foto: Rafael Furtado

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) está prestes a chegar a uma conclusão sobre o processo que aponta para uma suspeita de superfaturamento na Arena de Pernambuco. É que o órgão deve receber um material da Operação Lava-Jato nos próximos dias e, com isso, poderá encerrar o julgamento da viabilidade econômica do estádio.

"Tive uma reunião com a Procuradoria Geral da República e o Ministério Público do Estado na semana passada para alinharmos a forma de atuação e compartilhamos provas deste processo. E eu pedi a peça que faltava para os nossos autos, o inteiro teor de uma delação premiada da Operação Lava-Jato", revelou o conselheiro Dirceu Rodolfo, que está à frente do processo da Arena no TCE, nesta segunda-feira (5).

Leia também:
Os problemas da Arena de Pernambuco
Arena: só a parte do BNB é liberada


Rodolfo disse ainda que esta delação fala sobre um possível conluio entre as empreiteiras responsáveis pela construção dos estádios da Copa do Mundo de 2014, o que teria favorecido a Odebrecht na obra da Arena. Além disso, o TCE vai avaliar o real valor do estádio de São Lourenço da Mata. Afinal, a Odebrecht afirma que o empreendimento custou R$ 479 milhões, mas a auditoria do TCE encontrou um valor de R$ 390 milhões. Outro ponto que será julgado é o valor que o Estado ainda deve à empreiteira pela construção do estádio, visto que o Governo de Pernambuco continua desembolsando R$ 2,4 milhões por mês para pagar a construção da Arena.

E, com a expectativa de receber o material da Lava-Jato em breve, a expectativa de Rodolfo é levar essas questões do julgamento ainda neste ano. "Vamos avaliar esse material, notificar todos os envolvidos e julgar a questão", contou o conselheiro do TCE, lembrando que tanto entes privados quanto entes públicos podem ser penalizados neste processo, que está em andamento no TCE desde 2010.

Veja também

Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%
Inflação

Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%

Confiança do comércio recua 3,8 pontos em outubro, diz FGV
Economia

Confiança do comércio recua 3,8 pontos em outubro, diz FGV