Temer reúne ministros para discutir alta dos combustíveis

O presidente Michel Temer pediu recentemente que o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, buscasse alternativas. Na sexta (18), Moreira disse que o governo quer discutir a política de preços dos combustíveis no país, diante da escalada recente prov

Presidente Michel TemerPresidente Michel Temer - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

A alta do preço dos combustíveis e a reação de caminhoneiros, que organizam paralisações em pelo menos 13 estados do país, levaram o Palácio do Planalto a marcar uma reunião para discutir o tema na tarde desta segunda-feira (21).

Desde o início do ano, o governo já vinha estudando formas de conter a elevação do preço da gasolina, do diesel e do gás de cozinha. O presidente Michel Temer pediu recentemente que o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, buscasse alternativas. Na sexta (18), Moreira disse que o governo quer discutir a política de preços dos combustíveis no país, diante da escalada recente provocada pela alta do preço do petróleo no mercado internacional.

Leia também:
Petrobras anuncia novo aumento para o diesel e a gasolina
Em protesto contra aumento do diesel, caminhoneiros bloqueiam BR-101

Na semana passada, a Petrobras havia anunciado que subiria novamente os valores: 0,80% o preço do diesel e 1,34% o da gasolina nas refinarias a partir de sábado (19).
O encontro deve reunir, além de Temer e Moreira, os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Eduardo Guardia (Fazenda), Esteves Colnago (Planejamento), e o secretário da Receita, Jorge Rachid. Uma reunião prévia, na noite de domingo (20) já foi realizada no Palácio do Jaburu.

A agenda foi marcada depois de os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), também se manifestaram sobre o assunto. Eles anunciaram uma nota conjunta nesta segunda dizendo que as duas casas devem formar uma comissão para debater o preço dos combustíveis. "O preço dos combustíveis, no nível em que se encontra, impacta negativamente o dia a dia dos brasileiros", afirmaram.

Veja também

Corte em crédito rural no Orçamento de 2021 ameaça agricultura familiar
Crédito Rural

Corte em crédito rural no Orçamento de 2021 ameaça agricultura familiar

Equipe de Guedes planeja corte na pasta de Marinho para atender ao Congresso
Economia

Equipe de Guedes planeja corte na pasta de Marinho para atender ao Congresso