Termina greve dos servidores da Adagro em Pernambuco

Após paralisação de três dias, servidores encerram greve

Fiscalização da Adagro no CeasaFiscalização da Adagro no Ceasa - Foto: Divulgação

Os servidores da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) encerraram esta quinta (5) a greve deflagrada na última segunda (2). Apesar dos poucos dias, apenas no Vale do São Francisco, maior produtor de uvas da região, o prejuízo calculado por conta da paralisação e consequente falta de emissão da Permissão do Trânsito Vegetal (PTV) gira em torno de US$ 2,7 milhões segundo o Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR).

Para o presidente do Sindicato dos Servidores da Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Sindagro - PE), Lucíolo Galindo, o montante que deixou de circular na economia pernambucana provocado pela greve dos fiscais revela a importância do serviço prestado pela agência. Com a greve, foram suspensos ainda os serviços de emissão de Guia de Trânsito Animal (GTA); a fiscalização e autorização de eventos agropecuários; a fiscalização de matadouros e de outros estabelecimentos de produtos origem animal e derivados e a liberação da linha de crédito para projetos agropecuários.

Além de Petrolina, essa regional da Adagro atende os municípios de Afrânio, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó e Santa Maria da Boa Vista em Pernambuco. “Nossa pretensão nunca foi causar prejuízos aos produtores locais, porém precisávamos nos impor para cobrar do governo um acordo firmado em agosto passado e que até não tinha sido cumprido”, revela o sindicalista.

Entre as vitórias da categoria, está a criação de um auxílio de fiscalização de R$ 385, que será, a partir de maio, somado ao salário dos assistentes e auxiliares de fiscalização em atividade, além da formação de uma comissão paritária composta por membros da Secretaria de Administração (SAD), Sindagro-PE e Adagro. “A primeira reunião dessa comissão será já no dia 25 de abril. Nela, vamos trabalhar a restruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) para definir o nosso novo plano”, adianta o diretor de comunicação do Sindagro-PE, Airton Miranda que reitera que a pretensão do sindicato foi abrir uma linha de negociação com o governo, visto que os pontos já eram de conhecimento do Estado desde agosto passado.

Por meio de nota, a Secretaria de Administração do Estado considerou exitosa as negociações realizadas entre representantes do Sindagro-PE, que culminou no fim da greve e restabelecimento das atividades cruciais para o desenvolvimento da economia pernambucana.

Veja também

Confaz divulga nova tabela de preço médio de combustíveis
Gasolina

Confaz divulga nova tabela de preço médio de combustíveis

Senai-PE oferece 400 bolsas de estudo para cursos técnicos a distância
Veja vagas

Senai-PE oferece 400 bolsas de estudo para cursos técnicos