A-A+

Economia

Teto do INSS pode subir para R$ 6.973,99 e salário mínimo para R$ 1.192 em 2022

O percentual estimado pelo governo para o INPC neste ano subiu de 6,2% para 8,4%

INSSINSS - Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil

O Ministério da Economia revisou novamente a previsão da inflação para 2021. O percentual estimado pelo governo para o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) neste ano subiu de 6,2% para 8,4%.

A inflação mais alta também eleva o valor previsto para o salário mínimo de 2022 e para o teto do INSS, que é o valor máximo pago em aposentadorias do instituto. Veja os impactos da nova inflação prevista no Orçamento do ano que vem.

Com a nova previsão do INPC de 2021, o salário mínimo poderá subir dos atuais R$ 1.100 para R$ 1.192,40 no ano que vem. Com o mesmo índice de reajuste, o teto do INSS passaria dos atuais R$ 6.433,57 para R$ 6.973,99.


O INPC acumulado de janeiro a dezembro também é aplicado no reajuste anual de todas as aposentadorias do INSS. Veja abaixo como pode ficar seu benefício no ano que vem com o reajuste de 8,4%.

O índice final que será aplicado nas aposentadorias do INSS só será conhecido em janeiro de 2022, quando o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgar o resultado da inflação medida no acumulado de janeiro a dezembro deste ano. O INPC considera a inflação das famílias com rendimento de um a cinco salários mínimos.

O teto do INSS também é usado como referência para calcular o maior valor da contribuição paga por trabalhadores ao INSS (o chamado teto de contribuição). Veja quem pode se aposentar pelo teto.

Na projeção anterior, divulgada em agosto, o salário mínimo subiria dos atuais R$ 1.100 para R$ 1.169. Já o teto do INSS passaria dos atuais R$ 6.433,57 para R$ 6.832,45.

Veja também

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em janeiro
auxílio emergencial

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em janeiro

A recompensa pelos esforços não foi mera causalidade
NEM 8, NEM 80

A recompensa pelos esforços não foi mera causalidade