TST aumenta multa diária de petroleiros grevistas para R$ 2 milhões

De acordo com o tribunal, 18 sindicatos estão sujeitos à penalidade, que será aplicada se continuarem a greve e se agirem para impedir o livre trânsito de pessoas

José Maria Rangel, presidente da FUPJosé Maria Rangel, presidente da FUP - Foto: Reprodução/Facebook

Depois de entidades de petroleiros descumprirem determinação judicial, a ministra do TST (Tribunal Superior do Trabalho) Maria de Assis Calsing aumentou para R$ 2 milhões o valor da multa diária a ser paga por entidade sindical em caso de desobediência. Em decisão desta terça-feira (29), a ministra havia fixado multa diária no valor de R$ 500 mil.

Leia também
Petroleiros descumprem decisão do TST e anunciam início de greve de 72 horas
Ministra do TST concede liminar para impedir greve de petroleiros; multa será de R$ 500 mil por dia
Petroleiros deflagram greve de 72 horas


De acordo com o tribunal, 18 sindicatos estão sujeitos à penalidade, que será aplicada se continuarem a greve e se agirem para impedir o livre trânsito de pessoas. A ministra também determinou, de acordo com o TST, que cópias dos autos sejam remetidas à Polícia Federal, para fins de apuração de crime de desobediência.

Veja também

Idosos vacinados planejam retomar hábitos de consumo
Consumo

Idosos vacinados planejam retomar hábitos de consumo

Burocracia freia os negócios
Burocracia

Burocracia freia os negócios