A-A+

Turismo gera vagas formais, mas ainda não se recupera da pandemia

O impacto é mais forte nos destinos que tradicionalmente atraem feiras e eventos corporativos

Eventos corporativosEventos corporativos - Foto: Divulgação

O setor de turismo tem saldo positivo na geração de vagas formais, mas ainda não conseguiu recuperar as perdas da pandemia. O impacto é mais forte nos destinos que tradicionalmente atraem feiras e eventos corporativos, segundo análise da professora da USP Mariana Aldrigui.

Em maio e junho, foram criadas 25,6 mil vagas, após dois meses de resultado negativo. O período mais crítico foi entre março e agosto de 2020, quando 203 mil empregos foram perdidos. Mais da metade deles foram recuperados entre setembro do ano passado e fevereiro de 2021.

Os estados de São Paulo e Rio de Janeiro respondem por quase 60% das vagas encerradas no país desde a chegada do coronavírus.

Já entre os principais destinos turísticos fora das capitais, Foz do Iguaçu, no Paraná, foi o que perdeu mais postos no período (menos 3.300). Na cidade baiana de Porto Seguro foram 1.600. Antes da pandemia, cerca de 35% dos profissionais do setor eram formalizados.

Veja também

Tesouro é contra créditos extras para renovar auxílio emergencial
Economia

Tesouro é contra créditos extras para renovar auxílio emergencial

Lira defende ICMS fixo para combustíveis em ato com Bolsonaro
ICMS

Lira defende ICMS fixo para combustíveis em ato com Bolsonaro