TVs descartadas vão gerar renda

Catadores de Jaboatão dos Guararapes vão receber capacitação para recuperar e depois vender os equipamentos jogados fora

Primeiro treinamento do projeto Catador Digital  é ofertado a 75 integrantes de cooperativasPrimeiro treinamento do projeto Catador Digital é ofertado a 75 integrantes de cooperativas - Foto: Tom Cabral/divulgação

As TVs descartadas após a mudança do sinal analógico para o digital podem receber uma nova utilidade e gerar renda para catadores de lixo. Na última segunda-feira (31), a organização não governamental Seja Digital deu início a uma parceria com a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes para criar o Projeto Catador Digital, que vai fazer com que esses trabalhadores restaurem esses aparelhos antigos.

O projeto surge a partir do fortalecimento do Programa de Coleta Seletiva de Jaboatão e da preocupação da organização Seja Digital com o descarte dos televisores antigos pela população após o desligamento do sinal analógico na quarta-feira passada na Região Metropolitana do Recife. O objetivo do Catador Digital é o de capacitar os catadores participantes para que eles possam recondicionar os equipamentos jogados fora ou entregues em cooperativas do município. As TVs que apresentarem um bom estado técnico podem ser comercializadas a preços populares. A renda das vendas será revertida para os próprios catadores cadastrados, que terão um retorno financeiro, além de contar com o novo treinamento feito através do projeto.

Neilza Buarque, gerente regional da Seja Digital no Recife, explica que “o descarte correto de televisores sempre foi uma preocupação da Seja Digital e foi pensando nisso que montamos esse projeto, que visa minimizar o impacto ambiental e fomentar a economia circular do munícipio”.

A capacitação é ofertada para 75 catadores participantes de cooperativas apoiadas pelo Programa de Coleta Seletiva da Secretaria de Assistência Social de Jaboatão. Os catadores irão repassar o que aprenderam para novos alunos de novas turmas. Com isso, o projeto contará com a formação de outros 305 catadores de materiais recicláveis de Jaboatão.

As aulas serão ministradas pela ONG Ideação, instituição parceira do programa Seja Digital na Região Metropolitana do Recife. A duração do curso será de três semanas, de segunda à sexta, com uma carga horária de 55 horas/aula, divididos em módulos teóricos e práticos.

Além da venda dos televisores, os alunos também irão criar objetos decorativos e utilitários a partir dos equipamentos que não sejam aptos para recondicionamento. Ao final da capacitação, prevista para 18 de agosto, os alunos irão expor os televisores decorados em uma mostra.

Veja também

Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
Combustível

Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras

Retomada perde ritmo e atividade econômica cresce 0,59% em novembro, diz BC
Economia

Retomada perde ritmo e atividade econômica cresce 0,59% em novembro, diz BC