Um ano de Diplomacia Econômica

Ainda existem muitos passos a serem dados para evoluirmos e diminuirmos o déficit da balança comercial assim como a estruturação de uma diplomacia econômica sustentável

Rainier Michael, Cônsul da EslovêniaRainier Michael, Cônsul da Eslovênia - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Neste primeiro ano, trazendo reflexões sobre a temática da diplomacia econômica em nossa coluna, podemos observar uma sensível mudança e amadurecimento nos debates acerca das relações internacionais e do comércio exterior em Pernambuco.

Alguns temas tratados neste espaço:

Diplomacia Econômica e suas Origens
Japão, Pernambuco e o Mundo
Alexandre Gusmão, Henri Kissinger, Kim Jong-Um e os desafios para o Mundo atual
Tribunal de Justiça de Pernambuco
O papel do Legislativo e a Diplomacia Econômica – entrevista com Dep. Aluísio Lessa
Blade Runner 2049 e o mundo em 2050
Nacionalismo I
Nacionalismo II
Made in Pernambuco
Legado de Lutero e Pernambuco
Oceano Azul e a Diplomacia Econômica
Design Thinking - Bauhaus e Pernambuco
UK no Nordeste – entrevista com Graham Tidey
Diplomacia V.U.C.A
Carnaval – Soft Diplomacy
Chindia: que força é essa representada por esse nome?
Eleições e Diplomacia, uma visão estratégica para Pernambuco
Donald Trump, Stephen Hawking e o legado de cada um…
Suíça, Pernambuco e o Brasil: uma longa história
Prova Quádrupla e a Diplomacia Econômica
eEstonia
Planejamento Estratégico e o futuro da democracia
TRUMP /NAFTA

Ainda existem muitos passos a serem dados para evoluirmos e diminuirmos o déficit da balança comercial assim como a estruturação de uma diplomacia econômica sustentável.

Vale ressaltar um dos avanços, ocorrido esta semana, ao sermos convidados pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico, Sr. Antônio Mario de Abreu Pinto, e o Presidente de Suape, Sr. Carlos do Rêgo Vilar, para o “Encontro Pernambucano de Cônsules”, realizado no prédio administrativo de Suape, prestigiado por mais de 17 representantes consulares e diretores das entidades mencionadas e direção da ADdiper.

Com a palavra final no evento, aproveitei para parabenizar a iniciativa na esperança de que este seja o primeiro de muitos encontros de trabalho, para que haja continuidade e sustentabilidade ao processo de aproximação. Esta proximidade entre as esferas públicas e privadas com a rede consular promoverá um ambiente positivo e sinérgico, dentro de um cenário de grande competitividade global.

A diplomacia econômica engloba não apenas o simples comércio entre dois países e ou regiões, mas a preocupação sócio-ambiental e os efeitos provenientes do comércio e desenvolvimento de negócios.

*Empresário há 35 anos e Presidente do Iperid (primeiro THINK TANK do Nordeste) – Instituto de Pesquisa Estratégica em Relações Internacionais e Diplomacia, Rainier Michael tem ampla experiência em trocas internacionais. O trabalho realizado por ele junto ao consulado esloveno, e designado “Diplomacia Econômica”, interpreta sob uma visão humana o desenvolvimento e o crescimento do Nordeste. Paulista de nascença, Michael se mudou para Pernambuco há dez anos, quando seus negócios no Estado cresceram de forma a tornar indispensável sua presença aqui. Seu comparecimento nos mercados pernambucanos, entretanto, é mais antigo do que isso. Antes de assumir o consulado, já era representante da DBG - Sociedade Brasil-Alemanha no Nordeste. É destacável, também, sua atuação enquanto presidente do Rotary Club Recife Boa Viagem. ([email protected])

* A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

TNT e SoulCode Academy oferecem cursos gratuitos de programação
Tecnologia e Games

TNT e SoulCode Academy oferecem cursos gratuitos de programação

Presidente da Caixa diz que banco terá foco total na venda de fatias de subsidiárias
Economia

Presidente da Caixa diz que banco terá foco total na venda de fatias de subsidiárias