Golpe

Valores a receber: Banco Central alerta para golpe do dinheiro "esquecido" com falso aplicativo

Anúncios em rede social direcionam internautas para app que pede pagamento de taxa para consulta a saldo

"Dinheiro esquecido""Dinheiro esquecido" - Foto: Freepik/Acesso Público

Correntistas devem ficar atentos a um falso aplicativo que promete a verificação de valores a receber do Banco Central (BC), o chamado "dinheiro esquecido" que está em contas bancárias e ainda não foram resgatados por correntistas, sejam eles pessoas físicas ou empresas. O app é oferecido por meio de anúncios do Facebook, alertou o BC .

O anúncio na rede social vem acompanhado de um link para baixá-lo e, supostamente, checar o saldo. Também exibe o trecho de uma reportagem com imagens de uma pessoa mexendo no celular orientando as potenciais vítimas a baixarem o aplicativo e verem a quantia disponível.

Mas, na verdade, a reportagem completa informa que o único canal de consulta é a página do Banco Central.

O aplicativo falso cobra uma taxa para realizar o serviço de consulta de valores e o pedido de resgate. Tanto a consulta de valores quanto o pedido de resgate de saldo esquecido são gratuitos no Banco Central e não é preciso pagar nenhuma taxa.

Segundo a Agência Brasil, o falso aplicativo foi retirado do ar pelo Google Play Store. Procurada, a Meta não respondeu aos pedidos de comentários até a publicação desta matéria. Em nota, a autoridade monetária diz que a plataforma não existe e destaca que não envia links nem e-mails a correntistas.

“O Banco Central alerta que não envia e-mails nem links. Ninguém está autorizado a entrar em contato com o cidadão em nome do Banco Central ou do Sistema Valores a Receber. Além disso, o cidadão não deve fazer qualquer tipo de pagamento para ter acesso aos valores”, diz a nota.

Vítimas devem procurar a polícia

Ainda segundo o BC, as vítimas devem procurar a polícia e registrar um boletim de ocorrência. Além disso, a recomendação é procurar o banco ou a operadora do cartão de crédito para denunciar o golpe e pedir o estorno do valor. A vítima também deve fazer uma reclamação contra a empresa desenvolvedora do aplicativo no Procon local.

Dados atualizados no início de novembro dão conta de que correntistas ainda têm R$ 7,3 bilhões parados em contas inativas de bancos e outras instituições.

Do total, cerca de R$ 5,86 bilhões pertencem a mais de 38 milhões de brasileiros — o restante é dinheiro "esquecido" por empresas. Os valores podem ser consultados no site do Banco Central do Brasil.

Veja se você tem valores a receber e como sacar

Para saber se há valores para receber o brasileiro deve consultar a página do Banco Central, que também tem informações sobre como solicitar a devolução dos valores. Veja o passo a passo abaixo:

Clique em “Consulte valores a receber”;

Preencha os campos com os seus dados;

Clique em “Consultar” e confira;

Caso você tenha valores a receber, basta clicar em “Acessar o SVR”. É preciso ter uma conta gov.br de nível prata ou ouro para entrar SVR.

Preste atenção à data que o Sistema de Valores a Receber vai informar. Essa data será um agendamento, e você poderá consultar os valores e informar os dados para a transferência nesse dia. O agendamento será feito de acordo com sua data de nascimento. No caso das empresas, de acordo com a data de criação da companhia;

Na data agendada, acesse novamente o site valoresareceber.bcb.gov.br, usando seu login gov.br para saber qual o valor disponível para saque e solicitar a transferência;

Se você perdeu a data do agendamento, basta entrar novamente no site valoresareceber.bcb.gov.br e solicitar novo acesso. O sistema vai informar nova data para o retorno.

Veja também

Leilões judiciais e extrajudiciais são meios mais acessíveis para comprar imóveis; confira dicas
Leilões

Leilões judiciais e extrajudiciais são meios mais acessíveis para comprar imóveis; confira dicas

Meta vai deixar de pagar pelo conteúdo de notícias na Austrália
Tecnologia

Meta vai deixar de pagar pelo conteúdo de notícias na Austrália