Enem 2021

Vai prestar Enem, Fuvest e Unicamp? Saiba as principais diferenças entre as provas

Conhecer as particularidades dos exames é a chave para a elaboração de um bom plano de estudos

Enem 2021Enem 2021 - Foto: arquivo

Entre novembro e dezembro, milhares de jovens farão as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), além dos testes da primeira fase da Fuvest e da Unicamp. Apesar de todas serem voltadas para o ingresso no Ensino Superior, seus formatos são bem distintos e é fundamental que o vestibulando conheça as principais diferenças para conseguir organizar os estudos e ter um bom desempenho.

"É importante que o aluno saiba que a prova do Enem tem um mesmo padrão de dificuldade de um ano para outro, o que não acontece com os testes da Fuvest e da Unicamp, que lançam novos editais e matrizes de conteúdo anualmente. Além disso, o banco de itens (questões) do Enem - que é utilizado para elaboração da prova - não é alimentado há alguns anos, então o jovem não deve esperar que caiam questões relacionadas à pandemia, retirada das tropas americanas do Iraque, Olimpíadas 2021, entre outros assuntos recentes. Já nas questões da Fuvest e Unicamp, estes temas devem estar presentes", explica Caê Lavor, diretor de Avaliações e Pré-universitário do SAS.

O especialista do SAS lista um breve resumo do que o candidato pode esperar de cada uma das provas:

Enem

O Enem é corrigido por TRI (Teoria de Resposta ao Item), o que garante uma parametrização da prova ano a ano. A matriz de conteúdo que rege o teste foi proposta em 2009 e é mais genérica. Além disso, há muitas questões que abordam assuntos do Ensino Fundamental. "Para responder as questões do Enem, o aluno não precisa decorar fórmulas, pois ela cobra mais habilidades e conhecimentos práticos. As questões são contextualizadas e trazem informações que ajudam o estudante a resolvê-las", explica Caê.

Fuvest

As provas da primeira fase para ingresso na Universidade de São Paulo (USP) têm como base a teoria clássica de correção, ou seja, o número de questões acertadas indica a nota. Como um novo edital é lançado anualmente, o teste não tem o mesmo padrão de dificuldade ano a ano. Outra diferença em relação ao Enem é que a maioria das questões cobradas são do Ensino Médio e o aluno que decora fórmulas e acontecimentos históricos pode ter um desempenho melhor. "A prova da Fuvest é muito mais técnica e não tem a premissa de contextualizar as questões, como o Enem", afirma o diretor do SAS.

Unicamp

As questões da primeira fase da Unicamp se assemelham às da Fuvest no que diz respeito ao grau de dificuldade, contudo são mais contextualizadas e trazem temas atuais com criticidade. A interdisciplinaridade é característica das provas da Universidade Estadual de Campinas. Caê Lavor explica que questões ambientais, econômicas e políticas costumam estar presentes nas provas.

Redações

Segundo o diretor do SAS, a redação das três provas também tem grandes diferenças: "O Enem cobra um texto dissertativo argumentativo desde 2009, então a única surpresa para o candidato é o tema que será proposto. Já a Fuvest e na Unicamp podem pedir diferentes gêneros textuais, então para ir mais preparado é importante conhecer todos eles", indica.

A última diferença apontada pelo especialista é a cobrança de leituras obrigatórias para Fuvest e Unicamp. "Com relação às obras, vemos que a Fuvest tende a cobrar livros clássicos, enquanto a Unicamp pede composições mais modernas, como o álbum dos Racionais MC’s, no vestibular 2020", finaliza Caê Lavor.

Veja também

Resultado do Enem 2021 será divulgado em 11 de fevereiro, afirma InepEduca Mais

Resultado do Enem 2021 será divulgado em 11 de fevereiro, afirma Inep

Enem: participantes com graduação fazem o exame mais uma vez sem medo de julgamentosEduca Mais

Enem: participantes com graduação fazem o exame mais uma vez sem medo de julgamentos