Folha Imóveis 2023

Expansão e qualidade são metas para 2023

Com vilas entregues em Belo Jardim, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Garanhuns, em Pernambuco, além de Itaitinga, no Ceará, a Viana & Moura busca chegar em novas áreas da Região Metropolitana do Recife

Produtos de qualidade e venda simplificada são apostas da Viana & MouraProdutos de qualidade e venda simplificada são apostas da Viana & Moura - Foto: Divulgação

Com uma atuação voltada para uma gestão que entregue vilas com casas de alto padrão de qualidade, a Viana & Moura Construções está buscando cada vez mais a satisfação do cliente e ao mesmo tempo consolidar a sua presença na Região Metropolitana do Recife. Além dos produtos de qualidade, a empresa busca como diferencial uma venda simplificada por meio de uma imobiliária própria. A ideia é proporcionar um local de conforto e sem burocracias. 

A construtora iniciou suas atividades no Agreste pernambucano, na cidade de Belo Jardim, com as primeiras vilas. Hoje, a empresa conta com empreendimentos entregues nas cidades de Belo Jardim, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Garanhuns, em Pernambuco, além de Itaitinga, no Ceará.

Segundo o Gerente geral de vendas da Viana & Moura Construções, Leonardo Pessoa de Queiroz, a empresa busca agora chegar em novas áreas da Região Metropolitana do Recife. 

“A RMR tem um déficit habitacional grande, especialmente no público de três salários mínimos, que é onde atuamos. Observamos um potencial construtivo enorme e uma demanda grande por habitação. Esse é um mercado interessante do ponto de vista comercial, onde a gente vê a demanda pelo imóvel, desde que ele tenha qualidade”, disse.

Programas habitacionais
O gerente conta que um fator que contribui é o uso de programas de habitação para auxiliar a entrega de novos produtos. “É um segmento que depende de programa habitacional para ser viabilizado, como o Minha Casa Minha Vida, que é importante para o desenvolvimento. Temos o FGTS com capacidade de manter um programa saudável e sustentável e isso, no longo prazo, representa uma melhora significativa na qualidade urbanística e de habitação”, declarou.

Leonardo destaca que a atuação no Recife e em suas redondezas é um desafio, já que para a construção das vilas é preciso ter um terreno plano, mas acredita no mercado já que a demanda existe.

“A RMR tem o desafio da topografia. Recife é cercado por morros e isso dificulta a construção, já que a terraplenagem é um custo. Então, precisamos de uma eficiência de obra e construção em nível alto. Precisamos de empreendimentos viáveis, principalmente nas casas, que é um mercado que muitos preferem. Manter custo de casa, demanda de eficiência e produtividade excelente na construção”, disse Leonardo Pessoa de Queiroz. 

Como diferenciais dos produtos da Viana & Moura estão itens e recursos como pavimentação nas vias, iluminação em LED, abastecimento de água, coleta de esgoto, pois são bairros planejados, seguindo normas e garantindo a possibilidade do cliente expandir o imóvel.

Expectativa positiva
Para o ano de 2023, o gestor da construtora destaca que a expectativa é positiva, com vendas em bons números, ingressando ainda no mercado de imóveis verticais. “Esperamos vender 1,5 mil casas e vamos começar um apartamento, onde já fizemos um lançamento em Caruaru, com o condomínio Nassau Garden. Esperamos vender 200 apartamentos, com expectativa de expansão, através de um produto mais qualificado, para atingir um público que foge do FGTS e chega no SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo)”, afirmou Leonardo.

No último ano, o período foi considerado positivo, já que a empresa ingressou em um outro estado, o do Ceará. “Ano passado começamos no Ceará, vendemos mais de 50 casas, fizemos uma sociedade com a Olé Casas, e estamos implantando um empreendimento com 700 unidades. O estado permite expansão, vem crescendo e sofre das mesmas deficiências do déficit habitacional, porém tem topografia mais favorável para instalação de casas, com menos custo e maior velocidade de vendas”, declarou o gerente. 

Um fator que contribui com a expansão e crescimento da empresa é a tecnologia, que auxilia nas vendas. “A tecnologia ajuda muito e hoje mais de 50% das vendas são realizadas de forma virtual, dentro de atendimento on-line e é uma facilidade para todos. As redes sociais são também ferramentas para captação de cliente, temos utilizado e conseguido bons resultados, onde podemos identificar e atrair clientes”, finalizou Leonardo.