Folha Imóveis 2022

Mercado de aluguéis em alta com tecnologia

Mercado de imóveisMercado de imóveis - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Para o mercado de imóveis por aluguel, o ano também deve ser positivo, aproveitando um embalo deixado pelo ano de 2021. De acordo com dados do Sindicato da Habitação de Pernambuco (Secovi-PE), o ano passado teve um aumento de 22,3% em comparação com 2020, mesmo com a pandemia da Covid-19.

Segundo o vice-presidente do Secovi de Pernambuco, Luciano Novaes, apesar da alta procura por imóveis próprios, a alta taxa de juros ainda inibe os que pretendem ter um local para morar. “2021 foi um ano positivo para locação e tivemos um crescimento significativo. Qualquer imóvel com boa conservação e preço adequado consegue uma enorme procura e é alugado rapidamente. Os juros sobem e diante da incerteza da pandemia, as pessoas se retraem na hora da compra, apesar de 2021 ter sido um ano positivo para a compra”, disse.

Luciano Novaes conta que a expectativa é que, em 2022, o setor continue a crescer. “Acho que vamos manter os resultados de 2021, com um crescimento de 10% a 15%. Em países mais desenvolvidos da Europa, por exemplo, a quantidade de residências que são locadas, em comparação com as próprias, é 40% maior. Aqui no Brasil, o número está ainda em 18%, mas temos um campo vasto para o desenvolvimento do setor para a locação”, pontuou.

Luciano Novaes, vice-presidente do Secovi-PE"O setor se aprimorou do ponto de vista tecnológico. Alugar um imóvel hoje é uma coisa muito simples e rápida" - Luciano Novaes, vice-presidente do Secovi-PE | Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Um dos fatores que vêm sendo um diferencial para este setor é o uso da tecnologia, permitindo que o consumidor faça uma busca mais criteriosa pelo imóvel, além de ter mais facilidades no processo de contratação.

“De maneira geral, o setor se aprimorou do ponto de vista tecnológico, os sistemas evoluíram rapidamente. Hoje o inquilino, onde estiver, consegue ver o imóvel, faz tour virtual, passa a documentação, faz análise de crédito em minutos, sabendo quais seguradoras aprovam o crédito, tem assinatura eletrônica. A jornada, que era uma via crucis para o inquilino, mudou completamente. Alugar um imóvel hoje é uma coisa muito simples e rápida. Isso contribui. O mercado evoluiu e coopera com a velocidade dos negócios, simplificando todo o processo”, destacou Luciano Novaes.