Folha Imóveis 2023

Viver bem é ser feliz onde se mora

A felicidade faz parte do principal compromisso da Moura Dubeux com os clientes. Para isso, a construtora aposta em itens como localização, conforto e áreas comuns com os itens mais desejados, como áreas para esportes e espaços gourmet

Vista privilegiada é um dos diferenciais ofertados pela Moura Dubeux, que se inspira na satisfação do clienteVista privilegiada é um dos diferenciais ofertados pela Moura Dubeux, que se inspira na satisfação do cliente - Foto: Divulgação

Morar bem se tornou um termo enxuto, mas com a capacidade de ter uma ampla dimensão quando se aprofunda seu significado. Para muitos a sua definição é ter conforto, sentir-se acolhido, desfrutar de praticidade, habitar um espaço organizado. Para a Moura Dubeux, morar bem vai além de tudo isso. Para a construtora, criada em 1983, o verdadeiro significado é “ser feliz onde se mora”

O sentido, declarado pelo CEO da empresa, Diego Villar, mostra um dos principais compromissos da construtora com os seus clientes. “Essa é a primeira coisa muito importante em que pensamos. Ser feliz é muito subjetivo porque cada um encontra a felicidade da sua própria forma. Mas nós não trabalhamos pela individualidade, e sim para o que a maioria considera ser feliz e morar”, disse.

Para contribuir com essa busca, Diego conta que a Moura Dubeux traça alguns pontos considerados relevantes pelos clientes. “O primeiro índice de pesquisa que temos de forma qualitativa é sobre a localização, que é o primeiro fator determinante na decisão de compra do imóvel, superado só pelo item possibilidade de compra. Nada substitui a localização, que necessariamente não é o melhor endereço, mas sim a localização que atende os desejos de onde posso pagar e onde me encontro feliz. Tem pessoas com ligação emocional com o bairro e isso acaba sendo um de nossos propósitos, de fornecer o melhor produto com a melhor experiência, que é o melhor a ser feito para o local e para atender as pessoas que ali vão morar”, destacou.

“A segurança é relevante. Pode ter um prédio com tudo o que deseja, mas se não for seguro, não flui. Isso é importante”, diz Diego Villar, CEO da Moura Dubeux | Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Para proporcionar conforto e fazer com que a pessoa esteja contemplada em seu imóvel, uma das apostas da construtora é escolher terrenos que possam trazer total conforto para deixar o cliente mais próximo da felicidade. 

“Aqui na Moura a gente fala que morar em frente ao mar traz felicidade, mas não necessariamente é só isso. Ter um apartamento com vistas privilegiadas é um diferencial. Muitas vezes privilegiamos isso e damos cuidado para uma boa vista, ambiente agradável, bem ventilado, com boas paisagens, integrado com uma construção de qualidade, onde nos preocupamos em atender o que o cliente quer”, declarou Villar.

Áreas comuns 
O CEO da Moura Dubeux aponta também que com a mudança do mercado e da sociedade, após os reflexos da pandemia da Covid-19, a empresa precisou se dedicar ainda mais para as áreas comuns. 

“Na pandemia tudo mudou um pouco - do e-commerce ao delivery de comida e um outro serviço -, e foi preciso adaptar a estrutura do prédio. Em nossas pesquisas qualitativas, o desejo número um do prédio é ter academia na área comum. A gente também tem priorizado, com foco em academias, jogos incluindo videogames, piscina, quadra de tênis em alguns produtos. Itens de esportes e espaço gourmet têm sido muito relevantes na escolha do cliente”, pontuou Diego. 

Além de fatores como esses, Villar destaca que outros itens como segurança e a vontade de morar em comunidade são fundamentais. “As pessoas têm que se identificar. Na hora em que se decide morar em regime de condomínio, o pensamento deve ser de comunidade. Logo, estar em uma comunidade privada é estar em harmonia e assim encontra-se felicidade. Já a segurança é relevante. Pode ter um prédio com tudo que deseja, mas se não for seguro, não flui. Isso é importante para ser levado em consideração”, destacou o CEO da Moura Dubeux.

Novos mercados 
Mesmo com essas buscas, a empresa, que no ano de 2022 chegou a novas capitais do Nordeste (João Pessoa, na Paraíba, e Aracaju, em Sergipe), projeta para este ano de 2023 o lançamento de uma nova marca, a Mood, para atender outros públicos. 

“É uma marca moderna, com a qual vamos apresentar uma linha de produtos diferentes, mas oferecendo áreas inteligentes de uso como academia, piscina, garagem, apartamentos com jardim”, disse Diego. A proposta da Mood é contribuir com o crescimento da Moura e auxiliar um público a conseguir adquirir um produto de qualidade. Neste ano, serão dois lançamentos da nova marca e que devem englobar o público que pode comprar através de recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

Além disso, a expectativa é que o ano de 2023 seja marcado por lançamentos que contribuam ainda com o desenvolvimento da cidade do Recife. “Onde é o Clube Líbano nós vamos revitalizar, sendo um novo equipamento de uso, e um prédio com arquitetura emblemática, que será um novo cartão-postal. Os moradores terão uma vista muito bonita da bacia do Rio Capibaribe. Ainda teremos um lançamento no Pina, tentando ajudar a qualificar o bairro, que não era tão desejado e agora co - meça a se destacar. A gente ajuda a transformar a cidade de alguma forma, proporcionando infraestrutura e qualidade de vida”, pontuou.

Quanto ao mercado de segunda residência, o CEO da empresa destaca os últimos lançamentos que foram positivos no mercado. “A gente fez nos últimos três anos 34 lançamentos no Nordeste. A pandemia trouxe a importância da segunda residência e a Moura Dubeux conseguiu dar acesso a um modelo de produto para muita gente. Lançamos oito projetos na praia que são sucesso de venda e de satisfação de moradia”, finalizou Diego Villar. 

Empresa lançará uma nova marca este ano, chamada de Mood, para novos públicosEmpresa lançará uma nova marca este ano, chamada de Mood, para novos públicos | Foto: Divulgação