Veículos

Fiat: uma marca em constante evolução

Mesmo em momentos com obstáculos, a Fiat mostrou como se reinventa e mantém sua presença no mercado

Processo produtivo da Nova Fiat StradaProcesso produtivo da Nova Fiat Strada - Foto: Divulgação

Apesar da crise global de fornecimento de semicondutores, materiais usados em todos os componentes eletrônicos que equipam os veículos, as projeções do desempenho do setor de automotores para 2021 são de crescimento em relação ao ano de 2020. De acordo com os números divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a produção total do setor está estimada em 2,463 milhões, uma alta de 22% sobre o ano passado.

Separando veículos leves e pesados, a alta na produção é estimada em 21% no segmento de automóveis e comerciais leves este ano, comparada ao ano passado.

Já para as vendas internas totais do setor, a expectativa é de 2,320 milhões de licenciamentos, uma elevação de 13% sobre o ano anterior. Por sua vez, as exportações do setor são projetadas em 389 mil unidades este ano, uma esperada alta de 20% sobre 2020.

Fiat
 
Falar sobre inovação e constantes lançamentos é uma característica forte da Fiat, marca do grupo Stellantis. Consagrada vencedora da categoria Fabricantes de automóveis do prêmio Marcas que eu gosto, a Fiat realiza um contato estreito e permanente com os clientes por meio de todos os canais disponíveis. Durante a pandemia, a empresa acelerou seus investimentos em transformação digital e criou novos canais de atendimento ao consumidor.

“Todas as etapas de compra podem ser feitas on-line. O cliente pode fazer contato pelo WhatsApp e solicitar um test drive domiciliar, por exemplo, fechando o negócio através do mesmo canal. Tudo foi pensado para proporcionar o máximo conforto, facilidade e segurança”, contou Herlander Zola, responsável pela Marca Fiat para a América do Sul e Operações Comerciais Fiat no Brasil.

Herlander Zola, responsável pela Marca Fiat para a América do Sul e Operações Comerciais Fiat no BrasilHerlander Zola, responsável pela Marca Fiat para a América do Sul e Operações Comerciais Fiat no Brasil

Além disso, a montadora passou por um processo de reposicionamento da marca no Brasil. Anunciado em julho de 2020, o processo consolida investimentos de quatro anos anteriores e tem como base três pilares: novos produtos (modelos SUVs, motores turbo, nova transmissão automática e eletrificação), experiência do consumidor e comunicação. “O principal destaque é o fato de colocar o consumidor no centro do negócio, se conectando ainda mais com os clientes, que estão cada vez mais digitais”, completou Zola.

O interesse dos usuários nos sites da marca aumentou significativamente no cenário da Covid-19, aumentando o tráfego nas redes digitais da Fiat em 60%. A participação do digital na jornada de compra dos clientes aumentou de forma decisiva, em mais de 90%.

Muito antenada com as inovações do mercado, a Fiat continua em sintonia com o comportamento do consumidor e suas tendências, a fim de proporcionar exatamente o que precisa. Novos produtos e tecnologias serão lançados entre 2021-2022, fortalecendo ainda mais o portfólio e a conexão com o público.

“A Stellantis tem uma agenda intensa de lançamentos de novos veículos e serviços, que prometem surpreender os clientes nos próximos dois anos. Vamos lançar ainda este ano o novo SUV da Fiat, o Fiat Pulse, e o primeiro carro elétrico da marca e do grupo no Brasil, o Fiat 500e”, contou Zola.

E, seguindo as principais tendências, a empresa também vai oferecer plataformas de serviços conectados nos seus veículos, como a plataforma de e-commerce Cart, solução pioneira no segmento, que será lançada no segundo semestre. Com Visa do Brasil, McDonald’s e ConectCar como parceiros, a plataforma é uma solução de pagamento segura e fluida, conectando os serviços em um só lugar por meio da central multimídia do carro.

As inovações em plataformas de serviços conectados avançaram muito este ano. Em abril, a Nova Fiat Toro inaugurou o Connect Me, plataforma de conectividade e conteúdo mais moderna do Brasil.

“O automóvel está mudando e a forma como a sociedade quer se relacionar com ele, também. Eficiência energética, redução das emissões, eletrificação, direção autônoma, carros por assinaturas estão na ordem do dia”, acrescentou Zola.

A Fiat inaugurou o Polo Automotivo de Betim (MG) em 9 de julho de 1976. Com 45 anos de presença no País, é considerada a maior fábrica de veículos da América Latina e uma das maiores fábricas de automóveis do mundo. Em Betim são produzidos os modelos Uno, Fiorino, Doblò, Grand Siena, Nova Strada, Mobi e Argo. E, em breve, também o Fiat Pulse.

O Polo Automotivo emprega 13 mil pessoas, está situado em uma área de 2,2 milhões de metros quadrados com capacidade para produzir 700 mil automóveis e comerciais leves por ano, além de 1,3 milhão de unidades de motores e transmissões.

A Fiat também está presente no Polo Automotivo em Goiana, em Pernambuco, onde é produzida a picape Fiat Toro. O modelo é sucesso de vendas desde o seu lançamento, em 2016, líder absoluto em seu segmento e já ultrapassou a marca de 300 mil unidades vendidas.