Educação

Grau Técnico busca atuação de braços dados com a tecnologia

A crise sanitária exigiu do setor educacional uma resposta veloz para que as aulas fossem mantidas, primeiro online e depois no modelo híbrido

Grau TécnicoGrau Técnico - Foto: Divulgação

A crise sanitária mundial fez com que muitos setores precisassem se adaptar a um novo modo de vida. Um dos segmentos que mudaram sua forma de atuação em pouco tempo foi o da Educação. Com o isolamento necessário no começo da pandemia, instituições de ensino passaram a realizar as aulas e atividades totalmente online, o que exigiu um rápido processo de renovação tecnológica para dar continuidade ao trabalho e garantir a qualidade.

Por conta desse processo, hoje a tecnologia é uma das áreas em que o setor não deixa de investir, sendo a principal aposta para consolidação das instituições no mercado. Ensino à distância e um modelo híbrido, são fatores que não saem mais do radar para manter a proximidade com os alunos, o acolhimento e a qualidade do serviço. 

Grau Técnico 
Foco na entrega de um ensino de qualidade. Esse é o objetivo do Grau Técnico, que está expandindo seu campo de atuação e vai iniciar as operações no ensino superior com a Faculdade Grau. Já com o Grau MédioTécnico, uma modalidade que une cursos técnicos e disciplinas do ensino médio, vai habilitar o aluno a fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A empresa investe em novos projetos por conta do bom relacionamento com o mercado, onde conquistou o primeiro lugar na categoria ‘Curso Preparatório’.

Segundo o diretor-geral do Grau Técnico, Ruy Maurício, o foco em novas frentes de ensino se dá para que a empresa esteja atualizada e possa atender novas demandas do mercado.

“Em termos de novidades não poderia deixar de destacar nossas novas frentes de ensino. Conseguimos manter o crescimento de nossa rede de escolas técnicas, que já ultrapassam o número de 110 unidades. Tudo isso demonstra a confiança que temos no nosso negócio e o otimismo que nos move desde o início de nossas atividades. Ainda este ano, passaremos a atuar no ensino superior e com uma modalidade que une cursos técnicos e disciplinas do ensino médio”, disse.

Ruy Maurício conta que, no segmento em que atua, foi preciso uma adaptação para que a inovação pudesse estar presente em uma nova rotina de aprendizagem. “Nossas escolas têm o propósito de preparar pessoas para as oportunidades que o futuro possa lhes oferecer, priorizando a inovação sob seus mais diversos aspectos. O Grau está em constante processo de inovação, facilitado por novas tecnologias para o ensino, mas também desenvolve planos de inovação voltados para evoluir nos relacionamentos internos e motivacionais, com nossos alunos e alunas, colaboradores”, afirmou.

Ruy Maurício, diretor-geral do Grau Técnico Ruy Maurício, diretor-geral do Grau Técnico | Foto: Divulgação

De acordo com o diretor geral, apesar das dificuldades impostas com a pandemia da Covid-19, o Grau Técnico tem se empenhado pela manutenção do serviço ofertado. “Desafios sempre existirão. Nossa motivação permanente está em enfrentar o desafio de oferecer uma qualidade de ensino cada vez melhor para a formação profissional dos nossos públicos, composto por um público das classes C e D. São pessoas que lutam para ter um salário que proporcione melhores condições de vida para elas e suas famílias”, destacou.

O Grau Técnico é a maior rede de Ensino Técnico do país, que além de ofertar o caminho da qualificação, conta com boas opções de vagas profissionais, com o objetivo de proporcionar a independência financeira do aluno. Presente em vários estados, o Grau tem uma estrutura única, com laboratórios de primeira linha e instrutores qualificados. Os cursos duram, em média, dois anos e 75% dos alunos conquistam um emprego antes mesmo de se formarem.