Construção

Relacionamento é a palavra-chave para atuação da Moura Dubeux

Segmentos da construção continuaram ativos, apesar do forte impacto da pandemia de Covid-19 na economia mundial, e tiveram uma expansão de 9,7% no PIB em 2021, segundo o IBGE

Fachada do Moinho, no Bairro do Recife Fachada do Moinho, no Bairro do Recife  - Foto: Divulgação

A economia foi fortemente impactada pela pandemia da Covid-19, mas a construção civil e o mercado imobiliário se mantiveram ativos mesmo nos momentos de fechamento das atividades. E a prova do bom desempenho dos setores é o resultado do Produto Interno Bruto (PIB), no qual a construção cresceu 9,7% no ano de 2021, depois de registrar uma queda de 6,3% em 2020. O dado é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), este foi o melhor desempenho do setor desde 2010, quando o incremento das atividades foi de 13,1%. Com o setor em um momento favorável, a expectativa é que no ano de 2022 as empresas possam manter a alta para recuperar o tempo perdido com obras represadas, gerando empregos e renda para a população brasileira.

Moura Dubeux
Qualidade dos produtos e excelência no que é entregue ao consumidor viraram sinônimo da Moura Dubeux. Com mais de 38 anos de atuação, a empresa - que projeta agora uma maior aproximação com o cliente e oferece serviços que fidelizam essa experiência - é a vencedora na categoria construtora do Marcas Que Eu Gosto 2022. 

De acordo com a gerente MD Vendas, Eduarda Dubeux, a pandemia revelou a importância de as pessoas terem a sua própria casa, e para se adequar ao novo mercado, ela considera que o relacionamento é um dos fatores fundamentais. “A empresa tem procurado novas formas de se relacionar. Entre os colaboradores, parceiros, corretores e com os clientes. Sempre procurando ter eficiência e oferecer comodidade. Além de ofertar o melhor produto conectado com os desejos e anseios dos clientes”, disse.

Como uma das novidades para o ano, a Moura Dubeux vai priorizar a personalização dos seus produtos para que o consumidor escolha o que fazer. “A empresa tem focado muito na sua comunicação e irá trazer serviços que vão facilitar a demanda do cliente com a empresa. Além disso, a empresa quer melhorar a experiência do consumidor com a marca. A experiência com seu novo lar. Então, também trará mais novidades e comodidade no processo de reforma da sua unidade. O que chamamos de personalização. Ainda este ano teremos essas novidades implementadas”, declarou.

Eduarda conta ainda que a pandemia da Covid-19 contribuiu para que a empresa pudesse reforçar a sua presença no meio digital, o que permite fazer com que os desafios do setor sejam superados.

“Logo no início da pandemia as coisas ficaram de fato bem paradas, mas depois a empresa intensificou sua divulgação on-line. Além disso, a pandemia trouxe uma valorização da casa, tanto a 1ª como a 2ª residência. O que permitiu um bom número de lançamentos de novos produtos e favoreceu as vendas e visibilidade durante esse período. A pandemia traz um legado de aprendizado. Precisamos estar sempre atualizando, inovando e entendendo o que o cliente deseja e valoriza. Temos que entregar o melhor produto e com a melhor experiência”, afirmou Eduarda Dubeux.

Eduarda Dubeux, gerente MD VendasEduarda Dubeux, gerente MD Vendas | Foto: Divulgação

Atuando desde 1983 no segmento de edifícios de luxo e alto padrão, a Moura Dubeux integra o Novo Mercado da B3 (a Bolsa de Valores) desde fevereiro de 2020, e é a maior incorporadora da Região Nordeste, sendo a primeira em market share nas cidades de Recife, Fortaleza e Natal e uma das primeiras em Salvador. Além da atuação residencial, a empresa tem uma presença ainda no segmento composto por flats, hotéis e resorts, voltado aos consumidores de alto padrão e estrangeiros.