Folha Saúde 2022

Um olhar para a farmacoeconomia: Drogafonte apresenta soluções para o segmento hospitalar

Empresa pernambucana que atende todo o País, a Drogafonte busca o alto grau de eficiência, com soluções imediatas para as demandas do segmento hospitalar

Eugênio da Fonte, diretor da DrogafonteEugênio da Fonte, diretor da Drogafonte - Foto: Ricardo Fernandes/ Folha de Pernambuco

Quando precisamos de cuidados médicos, nem dá tempo de pensar em como funciona uma cadeia de atendimento. Só queremos ficar curados, e o mais rápido possível. Mas, dando suporte aos profissionais da medicina, há uma verdadeira rede de operação atuando para que tudo funcione bem. Um dos braços mais importantes é, sem dúvida, o da distribuição de medicamentos e materiais médico-hospitalares para clínicas, hospitais e home care.

Empresa pernambucana que cobre todo o Brasil, a Drogafonte figura como uma das mais bem estruturadas do setor. “Nosso objetivo é nos aproximar ainda mais dos nossos clientes e solucionar da melhor e mais rápida forma suas dores de operação logística. Entendemos que o nosso negócio como empresa é oferecer valor aos nossos clientes através desta eficiência”, afirma o diretor Eugênio da Fonte.

A empresa nasceu em 1983 como uma farmácia, mas ao longo do tempo o fundador Eugênio Filho, pai do atual diretor, enxergou a oportunidade de mercado no atendimento de urgência hospitalar. Acabou se tornando uma distribuidora voltada para o pronto-atendimento. “E com a intenção clara de sempre trazer uma solução imediata para as demandas do segmento hospitalar”, acentua Eugênio da Fonte. Hoje em dia, a Drogafonte atende nas cinco regiões do País, e 95% da entrega são feitos pela própria transportadora do grupo, a ZipLog. 

Portfólio de respeito

Nesses quase 40 anos de mercado, a Drogafonte conquistou um portfólio de respeito, com hospitais particulares, organizações sociais, clínicas, home care, distribuidores e todos os entes públicos. “Hoje experimentamos um alto grau de exigência, soluções e concorrência no mercado. A verticalização hospitalar nos tirou da zona de conforto e nos obrigou a criar soluções mais personalizadas para cada realidade”, situa o diretor.

“Investimos em business intelligence para levar ao nosso cliente hospitalar e ao nosso fornecedor informações que serão fundamentais para o desenvolvimento de mercado e mapeamento de oportunidades”.

Centro de Distribuição da Drogafonte - Foto: Ricardo Fernandes/ Folha de Pernambuco

Eugênio da Fonte explica que estratégias como operações logísticas não são mais suficientes. Atualmente, existe a necessidade de trazer alternativas que busquem eficiência na gestão dos insumos, bem como o olhar voltado para a farmacoeconomia, tema que está bastante em voga no mercado. “Todos os nossos investimentos recentes foram identificados através de oportunidades de evolução dos nossos processos, para sermos cada vez mais eficientes”, comenta.

Projeto de reestruturação

Foi há dois anos que a Drogafonte iniciou o projeto de reestruturação da empresa, trazendo para o time Miguel Vasconcelos, no cargo de diretor-administrativo, que teve como missão transformar a governança da empresa, proporcionar a melhoria dos processos e estruturar o centro de armazenamento. “Investimos mais de R$ 3 milhões na mudança da sede da Várzea para a BR-101 Norte, onde multiplicamos por cinco a capacidade de armazenamento, separação e expedição”, revela Eugênio.

Todo esse investimento foi planejado para trazer ainda mais segurança às volatilidades de mercado e pronto-atendimento dos clientes. “Hoje contamos com quatro mil posições, câmara fria equipada com pré-câmara, corpo de farmacêuticos focados em garantia de qualidade, funcionando das 7h às 22h”, enumera. O serviço de entrega DF Express também é um dos diferenciais, garantindo atendimento aos hospitais metropolitanos em no máximo quatro horas.

O desafio é estar sempre atento, avisa Eugênio da Fonte. “Existe uma forte onda de mudança em nosso mercado e precisamos estar prontos para isso. Certamente, a verticalização e consolidação do segmento impactará o nosso negócio em breve. Em 2023, planejamos investir bastante em inovação para acompanharmos essas mudanças”, analisa. “No ano em que completaremos 40 anos de existência, uma nova Drogafonte surgirá sob o ponto de vista de soluções inovadoras e isto causará impacto não apenas nos nossos clientes e fornecedores, mas também em nossos funcionários, parceiros e toda a sociedade”, promete. Palavras de alguém que desconhece acomodação.