Esportes

1º turno de Náutico e Santa foi marcado por mudanças

Os pernambucanos trocaram o comando técnico quase no mesmo período e mexeram em seus elencos

Santa e Náutico no Clássico das EmoçõesSanta e Náutico no Clássico das Emoções - Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

O primeiro turno da Série C 2019 chegou ao fim. Metade da estrada que Santa Cruz e Náutico precisam percorrer para chegar à fase de mata-mata da competição. O Tricolor está na vice-liderança, com 16 pontos. O Timbu é apenas o sétimo, com 11 - tem um jogo a menos, contra o Botafogo/PB, que será disputado na próxima semana, nos Aflitos. Os pernambucanos trocaram o comando técnico quase no mesmo período, mexeram no elenco, apostaram no faro de gol de seus respectivos artilheiros e disputaram um Clássico das Emoções que definiu quem terminou com mais motivos para sorrir no “primeiro tempo” da caminhada rumo ao acesso à Série B.

TREINADOR
Uma semana. Esse foi o intervalo entre as chegadas Gilmar Dal Pozzo e Milton Mendes no Náutico e Santa Cruz, respectivamente. O cenário era parecido. O primeiro substituiu Márcio Goiano. Chegou após a terceira rodada e pegou o time na quinta posição, com uma vitória e duas derrotas. Seu colega de profissão veio depois da quarta. A Cobra Coral era lanterna, com três empates e um revés no período de Leston Júnior.

Leia também:
Faro de gols garante a Pipico melhor fase da carreira
Jefferson comenta saída de Bruno e volta aos Aflitos


ELENCO

Dal Pozzo montou um time "reativo”, com foco no contra-ataque. Milton Mendes é adepto de treinos de alta intensidade física. Nada disso, todavia, seria possível sem alterações. No Timbu, chegaram nomes como Jefferson (goleiro), Fernando Lombardi (zagueiro), Willian Simões (lateral), além de Neto e Paulinho (atacantes). Lesionado, o atacante Jorge Henrique está fora da Série C, assim como o lateral Assis. O goleiro Bruno, o zagueiro Sueliton e o atacante Robinho foram embora. No Tricolor, saíram Eduardo (volante), Diego Lorenzi (meia) e Jô (atacante). Chegaram Marcelo Mattos (volante) e Daniel Costa (meia). O que não muda é o posto de protagonista. Na Cobra Coral, ele é de Pipico, artilheiro coral na competição, com sete gols. O Alvirrubro tem Wallace Pernambucano, com três gols.

ESTATÍSTICAS
O melhor ataque e a melhor defesa, quesitos que os pernambucanos dominam no Grupo A. Ao lado do Ferroviário, o Santa Cruz tem o maior número de gols marcados (16). Já Náutico e Confiança foram os times que sofreram menos tentos (nove cada). O Tricolor está invicto desde a terceira rodada, com quatro vitórias e três empates - Milton ainda não perdeu pelo clube. Antes, havia perdido um jogo e empatado outro. O aproveitamento é de 59,3%. O rival tem três triunfos, dois empates e três derrotas (45,8%).

Veja também

Árbitro gaúcho dá cartão vermelho e diverte convidados em casamento; assista
brincadeira

Árbitro gaúcho dá cartão vermelho e diverte convidados em casamento; assista

Celtics varrem Pacers e avançam às Finais da NBA
NBA

Celtics varrem Pacers e avançam às Finais da NBA

Newsletter