Jogos Escolares

61ª edição dos JEPs é encerrada no Parque e Centro Esportivo Santos Dumont

Último dia de disputas contou com finais no Handebol e Futsal (15-17 anos); classificados na categoria 12-14 anos representarão Pernambuco nos Jogos Escolares Brasileiros

Jogos Escolares de PernambucoJogos Escolares de Pernambuco - Foto: Thiago FreitasSEE

A 61ª edição dos Jogos Escolares de Pernambuco (JEPs) foi encerrada nesta sexta-feira (22). Com sede principal no Parque e Centro Esportivo Santos Dumont, em Boa Viagem, a competição conheceu, neste último dia de disputas, os campeões do Handebol e Futsal, masculino e feminino, na categoria 15-17 anos. 

O ginásio do Centro Esportivo recebeu, pela manhã, a briga pela medalha de ouro no Handebol. No masculino, a Escola Estadual Custódio Pessoa, de Paulista, bateu a Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Salgueiro, da cidade homônima, por 45x26, sagrando-se bicampeã da competição. 

“Estamos muito felizes. Após todo esse período sem competições, nos reinventamos bastante para nos mantermos em atividade. Que essa conquista possa, cada vez mais, reforçar a importância do esporte na vida de cada um desses jovens. Acreditamos muito na ferramenta da prática esportiva como meio de transformação educacional e social”, discursou Wellington ‘Japa’, técnico da equipe. 

Pelo feminino, as meninas do Colégio Anglo Líder (Recife), lideradas por Cristiano Rocha, que assumiu recentemente o comando da Seleção Brasileira Feminina de Handebol, bateram a equipe da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Salgueiro por 41x2, e arremataram o ouro. 

Mas não parou por aí. O final da tarde marcou as últimas disputas desta edição do JEPs, encerrado com chave de ouro com os jogos de futsal masculino e feminino. Quem primeiro tomou o ginásio e conquistou a terceira medalha de ouro consecutiva na competição foi o Colégio Elo (Recife), que brigou pelo ponto mais alto do pódio contra a Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Osa Santana de Carvalho (Petrolina), vencendo por 8x1.

“Mais uma vez conseguimos o título. Ainda tenho idade e espero, ano que vem, estar aqui novamente comemorando mais uma conquista. Essa competição é muito importante, porque ela une as escolas e nos motiva ainda mais para treinar e estudar para fazer bonito quando chegamos aqui”, confirmou Jéssica Maria, de 16 anos. 

Fechando a noite - e o certame -, entraram em quadra o Colégio Santa Emília (Olinda) e a Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Clementino Coelho (Petrolina). O jogo foi acirrado, com o tempo normal encerrado em 1x1, levando a decisão para os pênaltis. Melhor para os petrolinenses, que marcaram quatro vezes, contra apenas dois pênaltis concretizados dos olindenses, sagrando-se bicampeões do futsal masculino. 

"É um prazer enorme voltar a jogar o JEPs e ganhar mais uma vez. Somos merecedores dessa conquista. Viemos da cidade mais distante para competir aqui, e voltar para Petrolina com o troféu é gratificante", destacou Clistenes da Silva, autor do gol do Clementino na final. 

“Pernambuco mostrou na prática o que é prioridade e respeito ao esporte e, acima de tudo, ao esporte escolar. Os Jogos Escolares de Pernambuco 2021, mesmo com todas as adversidades da pandemia, mostrou muita técnica, emoção e muita energia positiva. Pernambuco fez o dever de casa e vai muito forte para o Brasileiro de 12-14 anos. E, se a Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE) confirmar o 15-17, também vamos muito fortes”, comemorou o secretário executivo de Esportes de Pernambuco, Diego Pérez. 

JEBs

Nos próximos dias 27 e 29, Pernambuco embarca uma delegação com cerca de 300 pessoas rumo aos Jogos Escolares Brasileiros, que serão realizados no Rio de Janeiro. Com sede no Parque Olímpico, a competição acontece entre os dias 29 de outubro e 5 de novembro. Todos os atletas campeões dos Jogos Escolares de Pernambuco na categoria 12-14 anos estarão em solo carioca em busca de uma medalha nacional.

Existe ainda a expectativa, nos próximos dias, de que a CBDE confirme as disputas na competição para a categoria 15-17 anos. 

COVID-19

A competição pernambucana, que voltou a ser realizada após um hiato de um ano, por conta das suspensões causadas pelo Covid-19, forneceu testes para todos os envolvidos no certame, entre atletas, técnicos e equipes. 

Veja também

Corrida 'Eu Amo Recife' acontece neste sábado (4) com novidadesCorrida

Corrida 'Eu Amo Recife' acontece neste sábado (4) com novidades

Atlético-MG visita preocupado Bahia e garante bi em caso de vitóriaSérie A

Atlético-MG visita preocupado Bahia e garante bi em caso de vitória